Zona rural

Trabalhadores da Educação fazem testes de covid-19 antes da volta às aulas em Araguaína

O teste rápido leva cerca de 15 minutos para ficar pronto e foi realizado em 184 pessoas.

Por Redação 841
Comentários (0)

13/07/2020 10h51 - Atualizado há 1 mês
Aproximadamente 1.500 máscaras também serão doadas aos estudantes

Os servidores da Educação que trabalham na zona rural de Araguaína realizaram a segunda etapa de testes rápidos para a covid-19 no sábado (11/7). A ação faz parte do protocolo de segurança implantado pela Secretaria Municipal da Educação para o retorno gradativo das aulas presenciais nas 13 escolas que ficam na zona rural da cidade, a partir desta segunda-feira (13). 

Durante o fim de semana, 43 motoristas do transporte escolar e 9 monitores fizeram o teste rápido para a covid-19. De acordo com a diretora das escolas do campo, Jandiaria Alves, essa ação tem o objetivo de garantir um retorno seguro a todos.

“Todos os professores e funcionários dessas escolas já passaram pelo mesmo processo, mas foi também importante fazer o exame nos trabalhadores responsáveis pelo transporte desses alunos até a escola, garantindo a segurança dos profissionais e principalmente das crianças”, explicou a diretora.

O teste rápido leva cerca de 15 minutos para ficar pronto e foi realizado em 184 pessoas nos últimos dias para que elas pudessem retornar ao trabalho nesta segunda-feira. Além da máscara que será obrigatória, os funcionários receberam um protetor facial que também deve ser usado durante o trabalho.

Protocolos de segurança

Aproximadamente 1.500 máscaras também serão doadas aos estudantes para a utilização durante as aulas e no trajeto do transporte escolar. Além disso, as escolas seguirão o protocolo de segurança criado especialmente para o retorno, com distanciamento de 1,5 m entre as carteiras, ausência de recreio e desinfecção do transporte escolar.

“Nós estamos muito felizes de poder voltar ao trabalho, mas principalmente por sabermos que estamos fazendo um retorno seguro tanto para as crianças, quanto para nós servidores”, contou a monitora de transporte escolar, Simone Dias.

Ensino semipresencial

Em Araguaína, 495 estudantes estão matriculados em escolas da zona rural, mas as aulas serão ministradas com apenas metade da turma dentro das salas de aula, para evitar a aglomeração de pessoas.

“Hoje nós já trabalhamos com uma plataforma educacional online que auxilia os professores e pais no ensino remoto. Os alunos que estiverem durante aquele período estudando de casa irão receber atividades que além da internet também podem ser retiradas na escola, como já vinha sendo feito e assim nenhum aluno ficará desassistido”, ressaltou Jandiaria Alves.

(Felipe Maranhão/Ascom)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.