Palmas

Vereador diz que Cinthia exonerou mulheres grávidas ou de licença maternidade: 'hipocrisia'

Para o parlamentar, prefeita tem sido incoerente entre discurso e prática.

Por Redação 530
Comentários (0)

11/04/2023 09h51 - Atualizado há 1 ano
Vereador Rogério Freitas, de Palmas

O vereador Rogério Freitas afirmou que a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), exonerou mulheres grávidas ou de licença maternidade, e questionou a postura da gestora durante sessão na Câmara Municipal, na semana passada.

Para o parlamentar, Cinthia Ribeiro tem sido incoerente entre discurso e prática, pois levanta bandeiras como o direito de amamentar e a licença maternidade para prefeitas, mas age de maneira totalmente contrária ao discurso.

Freitas disse que o discurso da prefeita sobre a representatividade dos direitos das mulheres é apenas uma retórica.

“Não é possível governar só com discurso, é preciso ter prática. As funcionárias públicas de Palmas não têm visto benefícios concretos na gestão da prefeita Cinthia Ribeiro. Ela não precisava inovar, mas deveria pelo menos assegurar os direitos já adquiridos pelas mulheres”, ressaltou.

Rogério Freitas afirmou que apoia o direito das mulheres e registrou sua indignação pela hipocrisia da prefeita. Com cópias de atos do Diário Oficial de Palmas, Rogério citou nomes de mulheres que foram exoneradas, mesmo estando grávidas ou de licença maternidade.

"E a prefeita Cíntia é a mulher que governa essa cidade e que num encontro com ministras disse que tem que defender a licença maternidade para as prefeitas, e eu tive a curiosidade de conversando com os eminentes pares, todos aqui conhecem mulheres que foram exoneradas na gestão Cíntia Ribeiro, olha o tamanho da hipocrisia. Nós temos casos aqui de mulheres que superaram a luta contra o câncer de mama e que na gestação, com a gestação cercada de incertezas, essa mesma mulher perdeu o seu emprego na gestão Cíntia Ribeiro", afirmou Rogério Freitas.

Por fim, o parlamentar afirmou que Palmas está enfrentando muitas dificuldades nesta gestão e que a cidade "está esburacada e tomada pelo mato, além de ter um transporte público ineficiente e um tratamento discriminatório para a região Sul da cidade".

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.