‘A sociedade não aguenta mais tanta covardia com o dinheiro público’, afirma promotor

Por Redação AF
Comentários (0)

22/06/2013 12h07 - Atualizado há 2 meses
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br /> <br /> O titular da Promotoria do Patrim&ocirc;nio P&uacute;blico de Aragua&iacute;na, Alzemiro Wilson Peres Freitas, foi um dos mais de 5 mil manifestantes que percorreram as ruas da cidade neste 21 de junho em ato de protesto contra a corrup&ccedil;&atilde;o e os monop&oacute;lios no servi&ccedil;o p&uacute;blico.<br /> <br /> Alzemiro &eacute; o promotor respons&aacute;vel por dezenas de A&ccedil;&otilde;es Civis de Improbidade Administrava movidas contra gestores e ex-gestores por desvios ou m&aacute; aplica&ccedil;&atilde;o dos recursos p&uacute;blicos. S&oacute; em Aragua&iacute;na o promotor estimou preju&iacute;zos &agrave; municipalidade na ordem de 40 milh&otilde;es de reais nos &uacute;ltimos anos.<br /> <br /> Em entrevista ao <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong>, Alzemiro afirmou que os protestos de car&aacute;ter pac&iacute;fico desencadeados em todo Brasil n&atilde;o envolve quest&otilde;es relacionadas apenas ao transporte p&uacute;blico, mas tem um vi&eacute;s mais profundo no que diz respeito &agrave; moraliza&ccedil;&atilde;o da coisa p&uacute;blica e ter garantias como sa&uacute;de, educa&ccedil;&atilde;o e seguran&ccedil;a p&uacute;blica. <em>&ldquo;O Brasil adormeceu por muito tempo. Este movimento s&oacute; engrandece a democracia, pois a popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; levando sua reivindica&ccedil;&atilde;o de cara aberta. A popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; conhecendo mais a nossa Constitui&ccedil;&atilde;o e as reinvindica&ccedil;&otilde;es s&atilde;o no sentido macro da palavra&rdquo;</em>, afirmou.<br /> <br /> Durante o protesto de Aragua&iacute;na muitos cartazes pediam a n&atilde;o aprova&ccedil;&atilde;o da PEC 37, que retira dos Minist&eacute;rios P&uacute;blicos o poder de investiga&ccedil;&atilde;o criminal. Para o promotor, este projeto representa um retrocesso inigual&aacute;vel no campo jur&iacute;dico, social e est&aacute; na contram&atilde;o. <em>&ldquo;Coincid&ecirc;ncia ou n&atilde;o, sabe-se que a PEC 37&nbsp; foi retirada da pauta de vota&ccedil;&otilde;es do Congresso do dia 26, talvez para n&atilde;o coincidir com a efervesc&ecirc;ncia dos manifestos&rdquo;</em>, sugeriu Alzemiro Freitas.<br /> <br /> Ainda de acordo com o promotor, &eacute; lament&aacute;vel a falta de apoio da classe pol&iacute;tica aos que est&atilde;o indo &agrave;s ruas protestar. <em>&ldquo;O setor p&uacute;blico est&aacute; contaminado. A sociedade n&atilde;o aguenta mais tanta covardia e desmandos com o dinheiro p&uacute;blico&rdquo;</em>, finalizou Alzemiro.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

Praça das Nações

Tradicional Vila de Natal em Araguaína começa dia 13 com chegada do Papai Noel

A inauguração vai contar com brincadeiras gratuitas para crianças e sorteio de brindes.

Anulou multa

Justiça manda IBAMA devolver papagaio de estimação a moradora do Tocantins

O IBAMA alega que a moradora de Palmas mantinha o animal em cativeiro.

História surpreendente

Apresentador de TV transforma diagnóstico de HIV em luta contra o preconceito

O projeto 'Tio Francisco Pela Estrada' já passou por mais de 60 cidades brasileiras.

Na fazenda Jacutinga

Senar-TO realiza dia de campo do programa ABC Cerrado em fazenda de Araguaína

O evento aconteceu na fazenda Jacutinga, do proprietário Marcos Paulo Alvise.

44 vagas imediatas

Concurso público da Câmara de Palmas será homologado nesta terça, diz Folha

De acordo com o presidente, todas as pendências referentes ao concurso foram sanadas.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.