Diz prefeitura

Araguaína receberá 500 testes rápidos para diagnosticar o coronavírus já na próxima semana

Cidade tem 3 casos suspeitos da doença.

Por Redação 864
Comentários (0)

20/03/2020 15h03 - Atualizado há 2 meses
Testes serão realizados de forma rápida

Araguaína deve receber 500 testes rápidos para diagnóstico do novo coronavírus já na próxima semana, segundo a prefeitura.

No total, o prefeito Ronaldo Dimas autorizou a compra de 1.000 testes e até 21 mil cestas básicas. A alimentação será entregue nas casas quando houver necessidade de manter o sustento das famílias sem renda em isolamento social.
 
Vamos comprar os testes devido também à lentidão dos resultados dos exames que temos até agora. O primeiro caso suspeito foi há mais de uma semana e não tivemos retorno. Quero agradecer a parceria da Defensoria Pública e Justiça do Trabalho que sinalizam auxílio no pagamento desses itens”, afirmou o prefeito.

Usando o modelo de diagnóstico mais rápido será possível avaliar o contágio do paciente em apenas 20 minutos.
 
Pontos de apoio

Esses testes serão realizados nas duas unidades básicas de saúde (UBS) que passaram a ser porta de entrada para atendimento de qualquer grau de sintomas: UBS JK, localizada na rua Araguaci, quadra 14, bairro JK; e UBS Albeny Soares, que fica na Avenida C, nº 1035, no Setor Couto Magalhães, próxima à Escola Estadual Benedito Canuto Braga.
 
O atendimento médico nos locais indicados determinará qual medida será tomada para tratamento do paciente, que pode ser apenas isolamento domiciliar ou encaminhamento para o hospital de referência.
 
Caso apresente apenas sintomas leves e não veja a necessidade de procurar assistência médica, é melhor ficar em casa em isolamento, conforme orientou o Ministério da Saúde”, informou a secretária da Saúde, Ana Paula Abadia.
 
Alimentação garantida

Várias famílias de Araguaína já recebem alimentação por meio de programas da Fundação de Atividade Municipal Comunitária (Funamc). A possibilidade de comprar mais 21 mil cestas básicas garante o sustento de mais famílias se houver agravamento da recessão econômica e reclusão total. “Se chegar o momento, estaremos prontos para fazermos o atendimento”, declarou a secretária municipal da Assistência Social, Fernanda Ribeiro.
 
A entrega será domiciliar para evitar novos contágios e já avaliar a situação de vulnerabilidade dos moradores. A solicitação será feita por telefone, que será divulgado conforme houver necessidade.

As informações são da Assessoria de Comunicação da Prefeitura.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.