Transição

Carteira de trabalho física deixará de ser emitida até 2020; saiba como habilitar versão digital

Entre as vantagens, a nova carteira digital disponibilizará acesso às informações a qualquer momento.

Por Redação
Comentários (0)

15/11/2019 09h05 - Atualizado há 1 mês
Trabalhador não precisa se preocupar com transição

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) e Sistema Nacional de Emprego (Sine), orienta trabalhadores para que habilitem a Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital) e ensina o passo a passo de como fazer o documento pela internet.

A carteira digital deverá, com o tempo, substituir a carteira física. Até 2020 a carteira física deixará de ser emitida e entre as vantagens, a nova carteira digital disponibilizará as informações no sistema, podendo ser acessadas a qualquer momento.

Para acessar a Carteira de Trabalho Digital é necessário obter a senha de acesso no Acesso.gov.br. Para aqueles que não possuem a senha, poderão adquiri-la através do Aplicativo da CTPS Digital, ou clicando no link a seguir Acesso.gov.br

O documento também pode ser feito via Aplicativo CTPS Digital, instalado em smartphones com sistema operacional Android e IOS e funcionará como uma extensão do documento físico. Por meio do aplicativo é possível, também, consultar os contratos de trabalho, em que são disponibilizadas informações referentes aos seus vínculos como os dados da empresa contratante e cargos e salários.

O gerente de planejamento do Sine Tocantins, Raimundo Novaes (Badinho), explica que a recomendação do Ministério do Trabalho é para que o próprio trabalhador entre no site Aplicativo.gov.br e faça o cadastro, habilitando seu documento digital. “A proposta é para que a habilitação da carteira de trabalho deixe de ser domínio do Sine e possa ser feita pelo próprio aparelho celular, caso a pessoa tenha dificuldade pode se dirigir à unidade do Sine em seu município”, explica.

Outra orientação é para que, nos municípios onde não há Sine, as prefeituras disponibilizem um computador, com acesso à internet, para que os trabalhadores habilitem o documento digital; como também um técnico para orientar sobre como habilitar o documento e sobre como funciona a CTPS Digital.

O diretor do Sine, José Alberto Guimarães (Gordo), informa que a caderneta da Carteira de Trabalho física continuará existindo e sendo o documento oficial do trabalhador e emitida pelo Sistema Nacional de Emprego. “A tendência é que nos próximos anos o documento físico seja substituído pelo digital. Recomendamos que os usuários não se preocupem com a transição já que o sistema é seguro. Na carteira digital as informações estarão disponíveis a qualquer momento”, afirma o diretor.

Outras vantagens apontadas pelo diretor se referem à tecnologia. “A carteira de digital não molha, não rasga, não se perde. Com relação às informações guardadas, o trabalhador terá o benefício de ter na carteira digital todas as informações, evitando gastos, em tempo, facilitando o processo da aposentadoria”, pontua.   

A gerente de Núcleos do Sine, Meiri Bezerra, informou que entre as ações realizadas pelo Governo do Tocantins para orientar e fomentar a habilitação da Carteira de Trabalho Digital pode-se destacar também as capacitações de técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) para a emissão de Carteiras de Trabalho Digitais (CTPS- Digital), ações que vêm sendo realizadas em municípios do estado. O trabalho é realizado via Sine, por meio da Setas, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Tocantins SSP-TO.

Nesta semana, a equipe do Sine fez as orientações nos municípios de São Miguel do Tocantins, Sítio Novo, Luzinópolis e Angico.

Passo a passo

Para ter o documento digital, com todas as informações acessíveis no telefone, o trabalhador deve entrar na loja de aplicativos do telefone e procurar por “CTPS Digital” e baixar a ferramenta.

A próxima tela são os informes:

Em seguida, irá aparecer uma tela com quatro opções (Entrar, Solicitar 1ª via, Solicitar 2ª via, Perguntas Frequentes). Quem tiver a senha cadastrada no cidadão.br e Sine Fácil, precisará apenas colocar essa senha (será mesma senha para os dois aplicativos). Neste caso, basta clicar em “Entrar”:

Será necessário ler a política de privacidade, concordar e aceitar.

Em seguida, será necessário digitar o CPF, a senha e clicar novamente em “Entrar”.

Quem não tiver senha ainda, precisará criar uma, clicando em “Primeiro Acesso no cidadão.br” ou em “Cadastre-se”.

Será necessário informar dados pessoais (CPF, nome, data de nascimento, nome da mãe, estado de nascimento (se for nascido no exterior, a opção será “Não sou brasileiro”). Essas informações serão validadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis). Caso estejam corretas, o trabalhador será direcionado a responder um questionário com cinco perguntas sobre seu histórico laboral. Por isso, é importante ter em mãos a Carteira de Trabalho física ao tentar instalar o aplicativo mobile. É preciso acertar pelo menos quatro das cinco perguntas. Em seguida, o trabalhador receberá uma senha provisória que deverá ser trocada no primeiro acesso.

Caso o usuário não consiga acertar as respostas, terá de aguardar 24 horas para uma nova tentativa ou entrar em contato com a central 135 do INSS para auxílio.

Pelo aplicativo da Carteira de Trabalho Digital, é possível também solicitar a 1ª e a 2ª via da carteira de Trabalho. As opções aparecem na terceira tela que se abre assim que o aplicativo é instalado. Nesse caso não é necessário passar pela autenticação. Basta clicar na opção desejada, preencher o formulário de pré-cadastro válido por 30 dias, e comparecer a um posto de atendimento para validar as informações e formalizar o pedido do documento.

Algumas unidades de atendimento de emissão de CTPS requerem agendamento prévio. Para verificar se o posto de sua preferência tem essa obrigatoriedade o trabalhador pode entrar no link.

Essa solicitação também pode ser feita pela internet, caso o trabalhador não queira baixar o aplicativo. O endereço é o https://precadastroctps.trabalho.gov.br.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.