Prefeito fala em omissão

Combate ao coronavírus gera embate entre Ronaldo Dimas e governador Mauro Carlesse

Prefeito disse que o Estado está repassando responsabilidade às prefeituras.

Por Redação 2.379
Comentários (0)

29/03/2020 20h09 - Atualizado há 1 mês
Prefeito Ronaldo Dimas (Podemos) e governador Mauro Carlesse (DEM)

O prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas (Podemos) disse estar inconformado com a falta da ação do governo do Tocantins no combate à pandemia de coronavírus e que a administração estadual está repassando toda a responsabilidade para as gestões municipais.

“Como ele pode dizer que a decisão de abrir ou não o comércio cabe só as prefeituras”, frisou Dimas, ao criticar o governador Mauro Carlesse (DEM). Dimas citou que em outros estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e Rio Grande do Sul, os governos assumem a sua responsabilidade, indicam diretrizes e respaldam decisões municipais.

“É possível até hoje não ter tido uma única reunião sequer com os municípios que têm estrutura hospitalar? Quais as estratégias? De que forma serão ampliados os leitos para atendimento? Qual contribuição financeira virá do Estado para os municípios?”, questionou Dimas.

Para o prefeito, é muito fácil o Estado suspender aulas, “única medida efetiva até agora”, e se eximir de qualquer outra responsabilidade, jogando para os prefeitos como se fossem os únicos obrigados a buscar todas as soluções.

“Aqui está tudo nas nossas costas. Temos que aguentar sozinhos a pressão dos comerciantes, da sociedade, das entidades médicas e de todos os setores”, frisou o prefeito.

Segundo Dimas, dessa forma não é necessário ter um governador e uma gestão estadual. “O governador tem que agir, discutir e orientar estratégias e preventivamente. Não se esquivar como tem feito. As cidades não podem ficar sozinhas”, ressaltou Dimas.

O prefeito ressaltou que o governo estadual tem a obrigação de coordenar o trabalho na saúde pública e também de buscar medidas de apoio financeiro para os impactos das medidas restritivas necessárias pelo novo coronavírus. “Estamos abandonados à própria sorte, com toda a responsabilidade. Está muito errado. O governador e sua gestão tem que apoiar os municípios e debater as políticas públicas para esse momento de crise”, afirmou, antes de lamentar a situação. “O que eu menos queria era fazer, em um momento tão difícil, é esse tipo de crítica ou desabafo. É hora de união, de trabalho conjunto, é isso que mais queremos.

GOVERNADOR RESPONDE

O governador Mauro Carlesse disse que o prefeito Dimas "precisa ter pulso para decidir acertadamente"  e quando erra em suas decisões busca um álibi para justificar tais medidas.

"Talvez não esteja conversando com seu secretário de saúde para se inteirar das ações conjuntas do comitê estadual de combate ao novo Coronavírus", disse o governador.

Carlesse citou que o Governo do Estado atendeu prontamente a solicitação de Dimas e disponibilizou uma aeronave para o transporte dos testes que a prefeitura havia adquirido e estavam em Brasília à espera de transporte.

"Entendo não ser hora de ficar na imprensa discutindo sexo dos anjos, e sim, trabalhando para conter esse vírus e salvar as vidas de nossos cidadãos e cidadãs. De nossa parte, estamos mobilizados em buscar soluções para conter a crise. E Araguaina faz parte de nossas preocupações, tendo em vista que a flexibilização da quarentena nos obrigará a dobrar nossas atenções com a disponibilidade de leitos e UTIs na rede pública local", finalizou o governador Mauro Carlesse.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.