Educação

Decisão sobre aulas presenciais é local, diz Tocantins após reunião nacional em Brasília

Aulas híbridas estão sendo feitas até agora no estado.

Por Joselita Matos 1.633
Comentários (0)

21/07/2021 11h31 - Atualizado há 1 semana
Secretários estaduais de Educação de todo o país discutiram sobre as aulas presenciais

Durante reunião extraordinária do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação (Consed), em Brasília, realizada nesta terça-feira (20), foi discutida a retomada das aulas presenciais em todo o país. A secretária da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) do Tocantins, Adriana Aguiar, participou da reunião.

Além dos gestores da Educação, os debates contaram com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Houve um consenso de que a decisão do retorno é local, com base na situação da pandemia em cada estado e município. Como encaminhamento, os dois conselhos voltarão a conversar para elaboração de uma nota conjunta com orientações sobre o retorno.

De acordo com Adriana Aguiar, “esse é um grande desafio, que é comum a todos os estados, cada um com suas peculiaridades. Os secretários do país inteiro estão trabalhando para que esse retorno ocorra da melhor forma possível, garantindo a qualidade do ensino e a segurança de estudantes e servidores”.

Tocantins

No Tocantins, as aulas presenciais estão autorizadas desde o mês de maio, por meio do decreto governamental n° 6.257, publicado no dia 14 de maio. O documento permite que todas as unidades escolares, públicas e particulares, no território do Tocantins, ofertem aulas presenciais em formato híbrido e com revezamento de 50% das turmas. O retorno, no entanto, está condicionado à decretos municipais que permitam aulas presenciais.

Em municípios onde existem decretos em vigência, suspendendo atividades presenciais nas escolas, os estudantes da rede estadual seguem realizando as atividades não presenciais, por meio dos roteiros de estudos.

Painel de Monitoramento da Educação Básica

Ainda na reunião, foi apresentada uma prévia do Painel de Monitoramento da Educação Básica, que será lançado pelo Consed na próxima reunião ordinária, em São Paulo. Utilizando os microdados do Censo Escolar, o painel vai permitir o cruzamento de vários tipos de informações das redes e facilitar a tomada de decisão dos gestores das redes.

Participaram presencialmente o presidente do Consed, Vitor de Angelo (ES), e os secretários Adriana Aguiar (TO), Ellen Gera (PI), Alexandre Valle (RJ), Alan Porto (MT), Suamy Vivecananda (RO), e Raimundo Barradas (Adjunto-AM). Virtualmente, participaram os secretários Getúlio Marques (RN), Cláudio Furtado (PB), Fátima Gavioli (GO), Leila Perussolo (RR) e Luis Fernando Vampiro (SC).

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.