CPP de Palmas

DPE quer filmagem de princípio de rebelião que terminou com presidiário morto e agentes feridos

As imagens, conforme a DPE, devem ser de duas horas antes e duas horas depois dos acontecimentos.

Por Redação 605
Comentários (0)

28/11/2019 10h23 - Atualizado há 9 meses
CPP de Palmas

A Defensoria Pública do Tocantins (DPE-TO) requereu imagens das câmeras de segurança da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP) que mostram toda a movimentação durante o princípio de rebelião registrado nesta terça-feira (26).

As imagens, conforme a DPE, devem ser de duas horas antes e duas horas depois dos acontecimentos. A confusão terminou com oito agentes penitenciários lesionados, um preso morto e outro detento ferido.

Além da filmagem, a DPE também requereu cópia do livro de ocorrências e lista de plantonistas do dia do ocorrido e demais informações e documentos acerca dos fatos.

Conforme a defensoria, as solicitações foram feitas através de ofício encaminhado à direção da CPPP e à Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju). O documento também foi direcionado à 4ª Promotoria de Justiça da Capital e à 4ª Vara Criminal e de Execuções Penais da Capital para que as devidas providências sejam tomadas.

O ofício foi protocolado na quarta-feira (27), estipula o prazo de cinco dias para respostas e é assinado pela defensora pública Valdete Cordeiro e pela defensora pública Arlete Kellen Dias Muniz.

+ Princípio de rebelião deixa oito agentes feridos e detento morto em unidade prisional do Tocantins

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.