Doação

Família de jovem do Tocantins morto em acidente doa seus órgãos para salvar ao menos cinco vidas

A captação múltipla de órgãos aconteceu na madrugada dessa sexta-feira (22) no Hospital Geral de Palmas

Por Redação 5.037
Comentários (0)

22/11/2019 16h00 - Atualizado há 1 ano
Além das córneas, foram captados fígado e rins, destinados à pacientes de três Estados

O diagnóstico de morte encefálica é sempre recebido com o peso de uma perda irreparável, no entanto, quando a família decide prolongar o legado de um ente querido e autoriza a doação de seus órgãos, outras vidas se acendem na esperança de uma nova chance.

Foi assim que na noite desta quinta-feira (21), a família de um jovem de 23 anos, vítima de acidente de trânsito, permitiu que cinco pacientes ganhassem uma nova oportunidade em suas vidas.

Além das córneas, foram captados fígado e rins, que serão destinados a pacientes de Brasília, Goiânia e Curitiba.

A família foi orientada sobre a importância do gesto de amor e solidariedade pelos profissionais da Comissão Intra-hospitalar para a doação de órgãos e tecidos para transplantes do HGP (CIHDOTT). 

Atualmente, o Tocantins conta com o Banco de Olhos Público do Tocantins (BOTO), que realiza a captação, processamento, preservação e armazenamento de córneas captadas e irá realizar o transplante do órgão em dois pacientes tocantinenses contemplados com esta captação.

Uma equipe do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal, com seis profissionais, e da Central de Transplantes do Tocantins (CETTO) também participaram da operação no HGP de Palmas. A Secretaria de Segurança Pública foi a responsável pelo deslocamento ágil das equipes e dos órgãos captados.

“É gratificante ver o empenho da equipe em tornar a captação possível e ter sucesso em seu empenho”, comemorou Leonardo Toledo, diretor geral da Unidade. 

“Temos visto grandes avanços na Saúde do Tocantins e temos mais uma demonstração do preparo das equipes que atuam nos hospitais da gestão Estadual”, afirmou Edgar Tollini, secretário de Estado da Saúde. “É significante colocar o Tocantins na rota dos transplantes e colaborar com a diminuição da fila de transplantes no país”, finalizou.

Doação de órgãos

Para ser doador de órgãos, é necessário comunicar à família seu desejo de doar órgãos, uma vez que eles serão os únicos responsáveis pela autorização da captação.

Os órgãos doados irão para pacientes que necessitam de um transplante e já estão aguardando numa lista de espera única e nacional. A compatibilidade entre doador e receptores é determinada por exames laboratoriais e a posição em lista é determinada com base em critérios, como tempo de espera e urgência do procedimento. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.