Fraudulenti Auxilium

Fraudadores do auxílio emergencial são alvos de operação da Polícia Federal no Tocantins

A quadrilha enganava os beneficiários e furtava o dinheiro.

Por Redação 968
Comentários (0)

30/09/2020 08h06 - Atualizado há 3 meses
São cumpridos 2 mandados da prisão e 6 de busca e apreensão

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (30) a Operação 'Fraudulenti Auxilium', visando desarticular associação criminosa especializada na prática de fraudes contra a União.

Aproximadamente 30 agentes cumprem 02 mandados de prisão preventiva, 06 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Tocantins, nas cidades de Palmas, Paraíso do Tocantins e Formoso do Araguaia.

Os investigados são suspeitos de fraudar o pagamento do auxílio emergencial subtraindo das vítimas os valores dos seus benefícios, por meio de acessos indevidos as suas contas bancárias digitais, criadas junto à Caixa Econômica Federal (CEF), utilizando os valores para o pagamento de boletos bancários fraudulentos e transferências de valores para contas de terceiros.

O grupo se aproveitava da inocência, da simplicidade e do reduzido grau de escolaridade das vítimas, induzindo-as a erro e gerando sérios prejuízos para a população carente do Estado do Tocantins.

Os investigados poderão responder, nas medidas de suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato majorado, furto qualificado mediante fraude (via internet banking), associação criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 19 anos de prisão.

O nome da Operação 'Fraudulenti Auxilium' é uma referência em latim ao auxílio fraudulento recebido pelos autores em prejuízo das vítimas dos crimes, que são os verdadeiros beneficiários.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.