Comissão nomeada

Governo nomeia comissão do novo concurso da Polícia Civil; 37% dos cargos estão vagos

Muitos policiais também estão prestes a se aposentarem.

Por Redação 1.698
Comentários (0)

03/03/2021 14h01 - Atualizado há 1 mês
Secretário Cristiano Sampaio: 37% dos cargos estão vagos na Polícia Civil

O Governo do Estado anunciou na manhã desta quarta-feira (3) a formação da comissão que irá preparar o novo concurso público da Polícia Civil do Tocantins. Também foram nomeados 46 aprovados no último certame da corporação, realizado ainda em 2014, sendo 11 delegados, 13 escrivães e 22 peritos oficiais.

O governador afirmou que o novo concurso público só será possível graças ao equilíbrio das contas do Estado. "Esse concurso público em outros estados seria até impossível, mas pelo trabalho que estamos fazendo, aqui no Tocantins, é possível. Esse concurso que estamos dando início é sinônimo de qualidade. O concurso traz pessoas com qualidade para nos ajudar a fazer um Estado que atrai pessoas e investimentos”, ponderou Carlesse.

O secretário da Segurança Pública, Cristiano Sampaio, afirmou que tanto a nomeação dos aprovados quanto o anúncio do novo concurso, são fundamentais para o fortalecimento da segurança no Tocantins. 

“São duas pautas extremamentes importantes. A gente consegue aqui concluir a nomeação de um concurso que vem desde 2014. Logicamente que isso só foi possível após fazer os ajustes nas contas públicas. A Polícia Civil se fortalece quando tem mais pessoas em seu quadro, selecionadas em um processo de concurso público criterioso”, ressaltou.

Conforme o secretário Cristiano Sampaio, o novo concurso é necessário devido ao fato de que 37% dos cargos da carreira da Polícia Civil encontram-se vagos e à iminente aposentadoria de diversos outros policiais.

O secretário também comentou sobre a redução dos números da criminalidade. "Nesse primeiro bimestre de 2021, tivemos uma redução de 23% no número de homicídios no Estado e uma redução superior a 40% nos crimes contra o patrimônio. E, ao anunciar a comissão que vai preparar um novo concurso público, o Governo reforça o quanto a segurança pública é importante”, afirmou.

O Governo não divulgou a previsão do número de vagas nem de quando o edital será lançado.

ÚLTIMO CONCURSO

O último certame, realizado em 2014, ofertou 515 vagas para os cargos de delegado, médico legista, peritos, agente de necrotomia, papiloscopista, escrivão e agente de polícia.

A carreira de delegado exigiu bacharelado em Direito para inscrição. Os agentes, escrivães e papiloscopistas tiveram como requisito a graduação em qualquer área e habilitação na categoria B.

O concurso foi homologado em 2017. O resultado final ficou válido por dois anos, sendo prorrogado, em 2019, por igual período.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.