Justiça mantém prisão preventiva de PMs acusados de participação em grupos de extermínio

Por Redação AF
Comentários (0)

11/06/2013 08h48 - Atualizado há 1 mês
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;">Nesta sexta-feira, 7, a Justi&ccedil;a mais uma vez negou o pedido de revoga&ccedil;&atilde;o da pris&atilde;o preventiva dos policiais militares acusados de homic&iacute;dios em Gurupi, caracterizados como a&ccedil;&otilde;es de grupos de exterm&iacute;nio.<br /> <br /> A decis&atilde;o judicial acompanhou o parecer do Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) no sentido de manter a pris&atilde;o preventiva. Conforme a ju&iacute;za, a pris&atilde;o se faz necess&aacute;ria uma vez que &quot;os crimes imputados aos acusados s&atilde;o graves e dotados de grande censurabilidade, al&eacute;m de possu&iacute;rem natureza hedionda e geradora de ampla repercuss&atilde;o no meio social, o que indica a necessidade da medida constritiva para a garantia da ordem p&uacute;blica&quot;.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.