Tocantins

MPE pede afastamento de prefeito acusado de ameaçar testemunhas e forjar documentos

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

06/09/2017 12h12 - Atualizado há 1 mês
O Ministério Público Estadual (MPE) recorreu ao Tribunal de Justiça do Tocantins pedindo o afastamento do prefeito do Município de Oliveira de Fátima (TO), Gesiel Orcelino dos Santos, suspeito de participar de esquema de corrupção. A procuradora de justiça Leila da Costa Vilela Magalhães, argumenta, em parecer, que o gestor estaria proferindo ameaças de morte contra testemunhas e tentando forjar documentos para interferir numa Ação Civil Pública em que é acusado de ser 'sócio laranja' de uma empresa que presta serviços à prefeitura. Segundo a procuradora, a empresa Lemos Construtora Eireli ME teria sido constituída no início da gestão de Gesiel com a finalidade de viabilizar o pagamento de propinas ao próprio prefeito e a seus familiares. Além disso, o MPE afirma que o gestor, em conjunto com outras pessoas, praticou atos ímprobos, ao utilizar recursos públicos para realização de festa, aquisição de imóvel rural, locação de veículo de luxo, além de ilegalidades em pagamentos e tentativa de adulteração de provas. Em primeiro grau, o juiz acatou apenas parte dos pedidos feitos pelo MPE, mas negou o afastamento. O julgamento do recurso no Tribunal está previsto para o próximo dia 13 de setembro. ENTENDA O CASO A Justiça em 1ª instância acatou, em abril deste ano, parcialmente os pedidos do MPE que constam em Ação Civil Pública (ACP) e determinou, por meio de liminar, o bloqueio de R$ 3.950.516,00 em bens do prefeito Gesiel dos Santos, de mais quatro pessoas e da empresa Lemos Construtora Eireli ME. Diante do caso, o MPE protocolou recurso no Tribunal de Justiça (TJ) requerendo que seja atendido também o pedido de afastamento de Gesiel Orcelino da Prefeitura. Investigações do Ministério Público apontam que o prefeito Gesiel Orcelino é sócio oculto da Lemos Construtora, que foi constituída no ano de 2013 e se tornou um dos maiores fornecedores de bens e serviços à prefeitura de Oliveira de Fátima. A empresa teria recebido R$ 587.465,14 em verbas públicas entre os anos de 2013 e 2015 e contaria com outros R$ 2.402.779,37 em pagamentos empenhados. Fernando Lemos Gonçalves, proprietário formal da empresa, seria 'sócio laranja' de Gesiel Orcelino. As investigações apontam também para a existência de uma ligação estreita de amizade entre eles. Dados levantados a partir da quebra do sigilo bancário da empresa e dos demais envolvidos mostram que parte do valor pago pela Prefeitura à Lemos Construtora foi transferido posteriormente para as contas bancárias do prefeito Gesiel Orcelino; de sua esposa, Evandira Coelho Coutinho dos Santos; de sua enteada, Flávia Coelho Coutinho; e de sua cunhada, Leda Coelho Coutinho. A prefeitura de Oliveira de Fátima ainda efetuou pagamentos diretamente a Fernando Lemos Gonçalves, que, por sua vez, também realizou transferências bancárias em favor do prefeito e de seus parentes. Ao todo, R$ 976.704,23 saíram dos cofres da prefeitura para as contas bancárias da Lemos Construtora e de Fernando Lemos Gonçalves. Dessas duas contas, R$ 29.450,00 foram transferidos para o prefeito e seus parentes, em 41 operações bancárias.

Comentários (0)

Mais Notícias

De olho nas oportunidades

Vagas temporárias: qual o perfil das pessoas a serem contratadas no Tocantins?

50% dos comerciantes preferem contratar mulheres para ocuparem os cargos.

Danos morais

Empresas são condenadas por negativar nome de mulher falecida no Tocantins

A suspensão das cobranças deveria ter sido feita logo após o óbito por conta de seguro.

Profissões

Top 20: Profissões que mais avançaram nos últimos anos e outras que sumiram

Nas que mais avançaram, há uma predominância de atividades voltadas para a saúde.

Oportunidades

230 vagas de emprego para Palmas, Araguaína e mais sete cidades do Tocantins

As cidades que têm mais vagas disponíveis são Araguaína, com 64, Palmas, 56, e Taquaralto, 26.

Política

Bolsonaro cogita Sérgio Moro no Supremo Tribunal Federal, diz presidente do PSL

Bebianno é cotado para ser ministro da Justiça num eventual governo Bolsonaro.

3ª Corrida da Justiça

Cerca de 1.000 atletas participam de tradicional prova noturna no Tocantins

Os corredores se dividiram em dois trajetos (5 e 10 km) finalizando na na Praça dos Girassóis.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.