Situação preocupa

MPTO investiga responsáveis pela morte de milhares de peixes no rio Lontra em Araguaína

O órgão requisitou que o Naturatins e ao 2º BPM Ambiental realizem vistoria no rio com urgência.

Por Redação
Comentários (0)

12/09/2019 10h08 - Atualizado há 2 anos
Peixes mortos no rio Lontra

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou, nesta quarta-feira (11), procedimento para apurar a causa e os possíveis responsáveis pela ocorrência da recente mortandade de peixes no rio Lontra, em Araguaína.

O procedimento é de autoria do promotor de Justiça Airton Amilcar Machado Momo, que possui atuação na área de defesa do meio ambiente.

Ao promover a instauração, o membro do Ministério Público requisitou ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e ao 2º Batalhão de Polícia Militar Ambiental que realizassem, com urgência, vistoria no rio Lontra para investigar os fatos e colher informações preliminares sobre os possíveis autores do fato, promovendo as autuações e apreensões necessárias.

O promotor de Justiça também requereu à empresa Alvorada Energia S.A que informe se houve algum eventual fechamento das comportas da Usina Hidrelétrica Corujão ou se ocorreu redução da liberação de água por parte do empreendimento nos últimos 30 dias.

Em nota, o Naturatins disse que enviou ao local uma equipe técnica para verificar a situação e está realizando os primeiros levantamentos.

VEJA MAIS

+ Nova mortandade de milhares de peixes é registrada no rio Lontra em Araguaína e revolta moradores

+ Prefeitura investiga morte de milhares de peixes no rio Lontra e Naturatins envia equipe

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.