Organização do protesto divulga carta ao povo de Araguaína e afirma: ‘motivos para não fugir à luta, temos até de sobra!’

Por Redação AF
Comentários (0)

21/06/2013 17h16 - Atualizado há 1 mês
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br /> <br /> A organiza&ccedil;&atilde;o do movimento &ldquo;Vem Pra Rua Aragua&iacute;na&rdquo; divulgou nesta sexta-feira (21), em sua p&aacute;gina no <strong><a href="https://www.facebook.com/groups/204210729730511/?hc_location=stream" target="_blank">Facebook</a>,</strong> a Carta ao povo de Aragua&iacute;na que ser&aacute; distribu&iacute;da durante o protesto. S&atilde;o esperados milhares de manifestantes entre estudantes, jovens, empres&aacute;rios, pais e m&atilde;es de fam&iacute;lias.<br /> <br /> A concentra&ccedil;&atilde;o ocorre a partir das 18 horas na Pra&ccedil;a do Galo, Setor Entrocamento, de onde seguem pela Avenida C&ocirc;nego Jo&atilde;o Lima at&eacute; a Pra&ccedil;a do Terminal das Brandeiras.&nbsp;<br /> <br /> Na p&aacute;gina do movimento na internet j&aacute; tem mais de 11,1 mil membros.<br /> <br /> <span style="color:#000080;"><u><strong>Confira a carta</strong></u></span><br /> <br /> Povo de Aragua&iacute;na, hoje &eacute; um dia hist&oacute;rico para a nossa cidade, para a democracia e moraliza&ccedil;&atilde;o da coisa p&uacute;blica. Nesta tarde de sexta-feira, 21 de junho de 2013, n&oacute;s, sociedade organizada, estudantes, empres&aacute;rios, pais e m&atilde;es de fam&iacute;lias, estamos unidos em prol de uma Aragua&iacute;na melhor, uma sociedade mais justa e um pa&iacute;s sem corrup&ccedil;&atilde;o. Voc&ecirc; que ainda tem esperan&ccedil;as; voc&ecirc; que ainda acredita no Brasil, venha fazer parte deste movimento e ser agente das grandes transforma&ccedil;&otilde;es.<br /> <br /> Afinal de contas, h&aacute; motivos ou n&atilde;o para fazermos protestos? Para alguns dever&iacute;amos permanecer &ldquo;deitado eternamente em ber&ccedil;os espl&ecirc;ndidos&rdquo;, entretanto, para uma maioria massacrada pela corrup&ccedil;&atilde;o e pela elevada carga tribut&aacute;ria, resta t&atilde;o somente traduzir em a&ccedil;&otilde;es o sentimento maior de liberdade e express&atilde;o, assim &ldquo;ver&aacute;s que um filho teu n&atilde;o foge &agrave; luta&rdquo;.<br /> <br /> Motivos para n&atilde;o fugir &agrave; luta, temos at&eacute; de sobra! Afinal, Aragua&iacute;na tamb&eacute;m &eacute; parte deste Brasil que iniciou, pelas pr&oacute;prias m&atilde;os, a constru&ccedil;&atilde;o de uma nova hist&oacute;ria que as gera&ccedil;&otilde;es futuras ter&atilde;o orgulho de relembr&aacute;-la, pois n&atilde;o estamos indo &agrave;s ruas apenas por 0,20 centavos.<br /> Eis aqui, portanto, algumas raz&otilde;es:<br /> <br /> <span style="color:#008000;"><strong>INSEGURAN&Ccedil;A GENERALIZADA</strong></span> - A viol&ecirc;ncia em Aragua&iacute;na &eacute; um problema estarrecedor. Somente nos &uacute;ltimos 4 anos, mais de 200 pessoas foram assassinadas. J&aacute; nos &uacute;ltimos 60 dias foram ceifadas 17 vidas. A aus&ecirc;ncia de pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e efetivo policial insuficiente s&atilde;o as principais causas. Al&eacute;m disso, Aragua&iacute;na aparece constantemente em relat&oacute;rios como uma cidade com elevado consumo de crack. Visivelmente percebemos v&aacute;rias cracol&acirc;ndias se formando e autoridades nada fazem para coibir a expans&atilde;o.<br /> <br /> <strong><span style="color:#0000cd;">TRANSPORTE P&Uacute;BLICO PREC&Aacute;RIO</span></strong> - O transporte p&uacute;blico est&aacute; prec&aacute;rio e h&aacute; cerca de 30 anos uma &uacute;nica empresa det&eacute;m a exclusividade da explora&ccedil;&atilde;o do setor. Se n&atilde;o bastassem a precariedade dos &ocirc;nibus e a p&eacute;ssima presta&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os ainda temos um tarifa mais cara do que em 14 capitais brasileiras.<br /> <br /> <span style="color:#ffd700;"><strong>SA&Uacute;DE NA UTI</strong></span> &ndash; Aragua&iacute;na j&aacute; foi conhecida por ofertar sa&uacute;de de qualidade, mas isso h&aacute; muito tempo, pois atualmente convivemos com um Hospital Regional sucateado, com a mesma estrutura de 20 anos atr&aacute;s e pessoas nos corredores deitadas em macas. A &uacute;nica Unidade de Pronto Atendimento (UPA) passa 24 horas superlotada. J&aacute; nos postos de sa&uacute;de faltam m&eacute;dicos e condi&ccedil;&otilde;es para atender a popula&ccedil;&atilde;o com qualidade. Al&eacute;m disso, a &uacute;nica Cl&iacute;nica de Tratamento Psiqui&aacute;trico da regi&atilde;o est&aacute; fechando as portas por falta de recursos e apoio dos governos do Estado e Federal.<br /> <br /> Podemos incluir ainda neste rol os crimes ambientais [Lago Azul seco desde 2011 e esgoto do Barra da Grota despejado no Rio Lontra] e tamb&eacute;m a precariedade que se encontram as escolas da nossa cidade, seja no que se refere &agrave; estrutura ou mesmo suporte did&aacute;tico pedag&oacute;gico.<br /> <br /> E ai, temos ou n&atilde;o raz&otilde;es para irmos &agrave;s ruas?</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.