Tocantins

PMTO publica anulação definitiva de concurso e vai devolver dinheiro dos 86.523 candidatos

A PM não comentou sobre o andamento do novo concurso.

Por Redação 9.989
Comentários (0)

10/09/2019 07h05 - Atualizado há 6 dias
Comandante Geral da PM, Coronel Jaizon Veras

Foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (9) a Portaria nº 047/2019, que dispõe sobre a anulação definitiva do concurso público da Polícia Militar do Tocantins, destinado ao provimento de 40 vagas ao cargo de Oficial e 1.000 vagas ao cargo de Soldado. O certame recebeu 86.523 inscrições.

A portaria cita que foi apurado, através de Processo Administrativo nº 2018/09030/000462,  o “descumprimento de obrigações contratuais pela empresa Assessoria em Organização de Concursos Públicos Ltda (AOCP), por cometimento de irregularidades na execução da primeira etapa do certame, as quais comprometeram a validade e a credibilidade dos certames em comento”. Houve fraude e violação do sigilo das provas.

Em 16 de abril, a PM já havia rescindido o contrato com a banca organizadora e aplicado multa compensatória. Na época, a empresa recorreu da decisão administrativa, mas não conseguiu reverter o caso.

Devolução das inscrições

Segundo a PM, no decorrer do processo administrativo, a empresa AOCP foi solicitada a fornecer os nomes e CPFs dos candidatos, a fim de se iniciar o processo de devolução de inscrições. Entretanto, a empresa se negou a fornecer tais dados durante o andamento do processo.

Por isso, a empresa foi formalmente solicitada a entregar os dados dos inscritos em 3 dias úteis. Porém, a AOCP respondeu que fornecerá em até 15 dias úteis, contados a partir 28 de agosto de 2019, cujo prazo ainda não se esgotou.

“Sendo assim, a Polícia Militar aguarda tão somente o encaminhamento das informações solicitadas, pela empresa Assessoria em Organização de Concursos Públicos Ltda (AOCP), para alimentar o banco de dados e, assim, iniciar o processo de devolução das inscrições”, diz a nota da corporação.

Será publicado um edital no Diário Oficial do Estado com as regras para devolução do dinheiro. A PM disse que também disponibilizará link no seu site, com todas as informações para que os candidatos possam efetuar o ressarcimento.

A PM não comentou sobre o andamento do novo concurso. Há um grande déficit no efetivo policial no Tocantins.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.