Literatura

Professor Edviges e Josué Luz organizam livro inédito com contos e poesias indígenas

Obra será distribuída gratuitamente em escolas indígenas.

Por Redação
Comentários (0)

04/01/2021 15h48 - Atualizado há 1 mês
Capa do livro

Uma obra inédita com poesias e narrativas de indígenas de quatro estados brasileiros (Tocantins, Mato Grosso, Maranhão e São Paulo), foi finalizada por Francisco Edviges Albuquerque, professor pós-doutor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Araguaína.

O livro "Literatura Nativa: Contos e Poesias" foi organizado pelo professor em parceria com o escritor e advogado Josué Luz, aluno de mestrado em literatura e linguística da UFT.

A obra, publicada pelo Laboratório de Línguas Indígenas da UFT (Lali) e pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas com Povos Indígenas (Neppi), será distribuída gratuitamente em escolas indígenas que fizeram parte do projeto.

Segundo o Professor Edviges, o livro é uma forma de contribuição ao ensino indígena tocantinense, como também de outros estados, e mitiga pensamentos acerca da literatura indígena.

"Acreditamos que este livro contribuirá significativamente para amenizar a estigma de que não há literatura indígena (como alguns acreditam), além de incentivar a formação de novos escritores indígenas", conta o professor.

Alguns títulos

Entre as dezenas de textos escritos pelos indígenas estão ‘A lenda do açaí’, ‘Por que a Iara virou uma sereia?’, ‘Orgulho de ser indígena’, ‘Amazônia é mais que tudo’, ‘O garoto que se apaixonou pela própria irmã’ e o ‘O macaco que virou folha’.

Sobre a obra

O livro ‘Literatura Nativa: Contos e Poesias”, além de trazer poesias e textos inéditos, reúne também uma coletânea de contos e narrativas que tinham sido publicados por Albuquerque entre 2007 e 2014, nos seguintes livros: Do texto ao texto: leitura e redação (2012), Arte e Cultura do Povo Krahô (2012), Português Krahô (2014), Textos e Leitura: uma prática pedagógica nas escolas Apinayé e Krahô (2012), Português Intercultural (2008) e Apinayé Grër në Ujarë a Kagà: livro de narrativas e cantigas Apinayé (2007).

Por ser um livro com coletâneas de textos e poesias, ou seja, com capítulos escritos por diferentes autores indígenas, trará uma grande contribuição para ampliação do reconhecimento da literatura nativa produzida por autores de vários povos indígenas tocantinenses e brasileiros, como forma de minimizar o estigma e preconceito com a forma literária de os povos indígenas expressarem seus sentimentos, suas dores, suas angústias e seus amores. Uma literatura tão rica quanto qualquer outra literatura universal. Uma literatura escrita por indígenas que poeticamente expressam seus sentimentos.

Este livro também irá contribuir como recurso didático para ser utilizado nas escolas indígenas do estado do Tocantins, bem como nas diversas escolas indígenas brasileiras, visto que se trata de uma obra escrita por indígenas e para os indígenas. Por isso, reflete, além dos anseios desses povos, seus pensamentos, sua história, suas culturas e seus saberes ancestrais.

Confira a íntegra do livro por este link.

(Com informações da UFT)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.