Nova arma

Rede de hotéis usa esterilizador produzido pela UFT no combate à covid-19 em Palmas

Tecnologia funciona como descontaminante de superfícies.

Por Redação
Comentários (0)

02/09/2020 14h27 - Atualizado há 1 mês
Esterilizador em uso

Um esterilizador com raios ultravioleta tipo C (UV-C) desenvolvido no Laboratório de Pesquisa em Materiais para Aplicações em Dispositivos Eletrônicos (Labmade), do campus da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Araguaína, está sendo utilizado numa rede de hotéis em Palmas com o objetivo de combater o novo coronavírus (covid-19).

A tecnologia tem baixo custo e funciona como descontaminante de superfícies, podendo ser utilizada, por exemplo, para desinfecção de objetos, roupas de cama e móveis.

Para aquisição dos dispositivos, a priori, os materiais necessários foram adquiridos em São Paulo e, logo após, a equipe responsável do Labmade iniciou a produção. Cada dispositivo leva aproximadamente uma hora para ser produzido.

O professor Alessandro Silvestre, integrante da equipe do Labmade, frisa que mesmo sendo um processo já difundido em meios específicos, ainda é pouco conhecido da população em geral. "A grande contribuição que a UFT pode dar por meio da comunidade acadêmica é difundir o conhecimento científico para a sociedade, mas se isto pode ser feito de forma efetiva com uma contribuição prática, melhor ainda", pontua.

Silvestre relembra que até o início da pandemia, as pesquisas desenvolvidas no Labmade não tinham relação com a radiação UV-C. "Então os membros do laboratório se reuniram e pensaram em uma forma de contribuir usando o conhecimento de física. Foi aí que surgiu a ideia de usar as propriedades germicidas da luz ultravioleta do tipo C para inativar vírus adquirido durantes suas formações. Vivenciar uma ideia discutida e desenvolvida nas dependências da UFT, tornando-se algo proveitoso para sociedade, é extremamente gratificante", aponta.

Além do professor Silvestre, participam da produção dos dispositivos os professores Nilo Maurício Sotomayor, Cláudia Adriana da Silva, Regina Lélis e a técnica de laboratório Denisia Soares.

O proprietário do hotel, Marcos Koche, ressalta que segurança e higienização são fundamentais nos dias atuais. "Neste momento de pandemia, a higienização está a frente de todas as demandas, pois tanto para os hóspedes, quanto para nossos colaboradores se faz necessário estabelecer padrões de higiene ainda mais elevados do que já existiam", explica.

Foram montados quatro esterilizadores no Labmade, sendo que um deles, foi doado ao próprio campus de Araguaína. Vale lembrar que o uso indiscriminado e sem cuidados técnicos de lâmpadas UV-C pode causar cegueira e até câncer.

Dispositivo leva cerca uma hora para ser produzido

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.