Após afastamento

Reunião com secretariado alivia tensão no governo e Wanderlei nega 'caça às bruxas'

'Isso não sobe à minha cabeça', afirmou o governador interino.

Por Conteúdo AF Notícias 1.122
Comentários (0)

21/10/2021 17h02 - Atualizado há 1 mês
Primeira reunião do governador interino com secretariado

Em seu primeiro dia como Chefe do Poder Executivo, o governador interino Wanderlei Barbosa (sem partido) cumpriu uma agenda intensa de trabalho. Logo no início da manhã desta quinta-feira (21) se reuniu a portas fechadas com todo o secretariado para fazer o alinhamento da gestão, definir metas e traçar estratégias.

Um dos principais desafios neste primeiro momento é reestruturar toda a cúpula da Secretaria da Segurança Pública.

Segundo fontes, o governador interino foi bastante cauteloso em suas palavras durante a reunião, aliviou a tensão gerada pelo afastamento de Carlesse e tratou de tranquilizar o secretariado, afirmando que não haverá 'caça às bruxas' e que a gestão continuará com o 'mesmo grupo' político.

Wanderlei não antecipou qual será o futuro da Secretaria de Parcerias e Investimentos, comandada por Claudinei Quaresmin, sobrinho de Carlesse e também afastado do cargo.

Wanderlei Barbosa ainda sinalizou que não haverá, pelo menos nesse primeiro momento, mudanças radicais no 1º escalão, e que vai se reunir com os parlamentares da Assembleia para fazer uma gestão conjunta.

ENTREVISTA

Logo após a reunião com o secretariado, o governador interino concedeu entrevista à imprensa e adotou o mesmo tom conciliador. Ele se comprometeu a manter o equilíbrio fiscal e a estabilidade do governo e disse que, para isso, conta com uma equipe de governo composta por "homens e mulheres compromissados com o Estado".

"Não temos tempo definido de mandato e isso não sobe à minha cabeça. Vamos trabalhar para manter o equilíbrio fiscal e trabalhar também para que a população seja atendida”, declarou ao confirmar que irá manter o diálogo com os Poderes, sobretudo com o Legislativo.

Wanderlei Barbosa também solicitou ao secretariado e deputados que atendam aos prefeitos e vereadores.

"Esse é o nosso dever, foi para isso que fomos eleitos: dar uma resposta política, administrativa e social para a comunidade que eles representam. Não podemos deixar que o afastamento do governador se torne uma dúvida social", disse.

Wanderlei também afirmou que serão mantidos os principais projetos que estão em andamento, como o 'Tocando em Frente', que prevê um investimento de cerca de R$ 3 bilhões nos 139 municípios tocantinenses, e a concessão dos parques turísticos, a exemplo do Jalapão.

DANÇA DAS CADEIRAS

Ao ser questionado sobre possíveis mudanças no 1º escalão, o governador interino afirmou que a equipe é capacitada e não fará “movimentos bruscos no governo, pois isso desestabiliza o trabalho que vem sendo feito”, mas garantiu a que fará a substituição dos servidores afastados seguindo orientação jurídica.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.