Outubro Rosa

Ações voltadas para mulheres vítimas de violência doméstica e do regime semiaberto

Na ocasião, foram realizados exames de mama e preventivo de câncer de colo de útero,

Por Márcia Costa
Comentários (0)

28/10/2021 08h05 - Atualizado há 1 mês
Mulheres realizaram exames dos cânceres de mama e de colo de útero

Garantindo a assistência em saúde da mulher, a Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) realiza ações voltadas à prevenção dos cânceres de mama e de colo de útero neste mês de outubro.

A Central de Monitoramento Eletrônico de Pessoas, em parceria com o Hospital de Amor, promoveu nesta quarta-feira (27/10), atendimento e exames preventivos para mulheres monitoradas e vítimas de violência doméstica que utilizam dispositivo de proteção fiscalizado pela Central e servidoras que atuam no Setor.  

Na ocasião, foram realizados exames de mama e preventivo de câncer de colo de útero, além de orientações sobre os cuidados necessários com a saúde da mulher. A ação, organizada pela equipe multidisciplinar da Central de Monitoramento Eletrônico de Pessoas, também teve como objetivo incentivar as mulheres a realizarem um acompanhamento mais de perto das suas condições de saúde.

A policial penal plantonista da Central, Fernanda Gonçalves, reforça que a ação também contou com a participação de mulheres vítimas de violência que são acompanhadas pela equipe. “A Central de Monitoramento conta com uma equipe multidisciplinar, que no Outubro Rosa definiu a mobilização de mulheres que estão no regime semiaberto e algumas vítimas atendidas pela Central para facilitar o acesso delas a esses exames e disseminar informações sobre o tema. Além de mobilizar a participação, também oferecemos transporte para quem necessitasse”, afirmou.

Para a monitorada, de 28 anos, a ação possibilita acesso facilitado pela assistência à saúde. “Essa é uma oportunidade para a gente poder vir se consultar e prevenir qualquer doença, isso é essencial, porque muitas vezes as pessoas passam por dificuldade e vão descobrir um problema muito tarde, justamente pela dificuldade de ter acesso a assistência à saúde”, contou.

Parceria

A fim de possibilitar que os atendimentos ocorressem de forma adequada, a Seciju contou com a parceria do Instituto de Prevenção do Hospital de Amor que realizou os atendimentos com as monitoradas. “A prevenção do Hospital de Amor está aqui para facilitar o acesso de todas as mulheres a esses exames para que todas tenham a oportunidade de detectar de forma precoce qualquer possível doença e, assim, realizar o tratamento da melhor forma”, explicou a supervisora administrativa do Instituto de Prevenção, Sandra Voltan Ruza.

Central de Monitoramento Eletrônico

A Central de Monitoramento Eletrônico de Pessoas (CMPE) coordena a monitoração eletrônica de pessoas no Estado, gerenciando a utilização de tornozeleira eletrônica e dispositivo de proteção à vítima de violência doméstica, fiscalizando o uso adequado dos equipamentos e reportando aos Órgãos de controle as informações pertinentes ao monitorament

Ação foi realizada por meio de parceria entre Central de Monitoramento e Hospital de Amor

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.