Sobral – 300×100
Seet

Morador de Araguaína está desaparecido desde 2016 ao tentar entrar nos EUA

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação/ascom
Seis deputados vão viajar para Bahamas para procurar os brasileiros

A Comissão Externa sobre o desaparecimento de brasileiros nas Bahamas realizou audiência pública na última terça-feira (25) e ouviu os familiares dos 12 brasileiros que tentariam entrar clandestinamente nos Estados Unidos, por meio de travessia a partir das Bahamas, e estão desaparecidos desde novembro.

Entre eles estava o araguainense Lucirlei Carita dos Reis, de 35 anos. O deputado tocantinense César Halum (PRB-TO), que é membro titular do grupo, assegurou que não medirá esforços para levar aos familiares as respostas que tanto necessitam. A mãe do tocantinense desaparecido, Maria Carita e o primo Marco Antônio, estiveram na reunião.

“As famílias detêm um conjunto valioso de informações que antecederam o período da viagem, como também, todas as informações de acontecimentos no decorrer da mesma e mais do que isso merecem acompanhar o caso em seus detalhes e também têm o direito de participar das decisões para solucioná-lo”, justificou Halum.

Na reunião o parlamentar chegou a falar em descaso por parte das autoridades e que a Comissão recebeu informações importantes que deram indícios de que os desaparecidos podem estar vivos e presos nas Bahamas.

“A Polícia Federal não chegou a ir in loco, não investigou da forma que queríamos que fosse investigado. Há um sentimento de abandono, de descaso em relação aos brasileiros. Qualquer outro país do mundo não aceitaria essa situação. Nenhuma informação do que ocorreu naquele dia 6 de novembro de 2016. Os familiares cobram do país uma resposta e esse é o nosso objetivo aqui na Comissão”, asseverou o deputado.

Nas próximas semanas os seis parlamentares que compõem a comissão externa vão viajar para as Bahamas e para a República Dominicana para investigar o caso. A previsão é de que além de irem nos Departamentos de Polícia e Justiça, eles também irão nas cadeias fazer averiguação se há brasileiros presos.

Comentários pelo Facebook: