Sobral – 300×100
Seet

Kátia Abreu reúne grandes nomes da política para festa junina em Brasília

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A festa na casa de Kátia reuniu grandes nomes da política brasileira

Muitos senadores marcaram presença na festa junina oferecida pela senadora Kátia Abreu (PMDB-­TO) na noite da última quarta­-feira (15/06), em sua casa em Brasília. Inicialmente divididos em duas mesas, uma do governo e outra da oposição, os parlamentares se reuniram em um só grupo com a chegada do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB­-AL).

Renan veio mais tarde, acompanhado de Eunício Oliveira (PMDB-­CE) e Eduardo Braga (PMDB­-AM), e conseguiu acomodar todos ao seu redor. Apesar de o assunto ser majoritariamente político, a conversa seguiu descontraída. Em conversa regada a uísque, presidente do Senado misturou brincadeiras e casos com críticas ao procurador­geral da República.

Foto: Maria Lima/O Globo

Ele explicou, por exemplo, porque não quis autorizar o pagamento de passagem e hospedagem para a autora do impeachment, Janaína Paschoal, participar das reuniões da comissão. “Com todo respeito, ela é muito chata!”, justificou aos risos para os colegas. Segundo ele, a jurista poderia poupar o Senado dessa despesa, já que recebe altos honorários “pagos pelo PSDB”, brincou.

O petista Lindbergh Farias (RJ) zombou dos apelidos da tropa de choque de Dilma na comissão do impeachment. “Gravamos um vídeo juntos e alguém comentou dizendo que eu era o petralha, a Vanessa Grazziotin seria a Penélope Charmosa; a Gleisi Hoffmann era a Narizinho e a Fátima Bezerra, a Maria Bonita”, contou arrancando risos da mesa.

Muitas piadas também foram feitas com o senador Zeze Perrella (PTB­-MG), que não estava presente. Os demais disseram que o colega tem fama de organizar boas festas, sempre com a presença de moças mais jovens.

Alguns deputados também participaram da festa junina de Kátia, mas longe da mesa dos senadores. André Fufuca (PP­-MA) passou para cumprimentar os demais, enquanto Tiririca (PR­SP) chegou a cantar uma música com o sanfoneiro.

A festa na casa de Kátia foi uma homenagem ao ex­-senador do Democratas, José Jorge, que também é ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU). Com bom trânsito partidário, Jorge realizava todos os anos uma festa junina em Brasília, prestigiada por diferentes nomes da República. Katia presenteou o convidado e anunciou que gostaria de manter a tradição. (Estadão Conteúdo).

Comentários pelo Facebook: