Sobral – 300×100
Seet

Moradores afetados com duplicação da Av. Filadélfia reclamam de atraso no pagamento de casas populares

Agnaldo Araujo - |
Foto: AF Notícias
As casas deveriam ter sido entregadas quitadas pela prefeitura de Araguaína

Márcia Costa//AF Notícias

Moradores do Residencial Lago Azul I, em Araguaína (TO), estão revoltados com cobranças recebidas da Caixa Econômica devido ao atraso no pagamento de imóveis cuja responsabilidade pertence à Prefeitura. Esses moradores foram beneficiados no final de 2015 com casas populares do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal.

Segundo os moradores, a Prefeitura de Araguaína deveria ter entregue as casas já quitadas para todas as famílias que desocuparam as margens da Avenida Filadélfia, área considerada de risco, para viabilizar as obras de duplicação.

Ao todo, 21 famílias foram afetadas. Antes de receber as casas no residencial, os moradores chegaram a receber uma ajuda de R$ 1.000, sendo R$ 300 do aluguel social e R$ 700 para despesas ou necessidades básicas, enquanto aguardavam as casas.

Segundo a dona de casa Maria da Conceição, há alguns meses os boletos de cobranças das parcelas para o pagamento do imóvel estão chegando às casas dos moradores. Devido ao não pagamento, o nome dela já está no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). “O prefeito prometeu que as casas seriam entregues quitadas, só para a gente morar. Deixamos nossas casas próprias por causa daquela obra, aí agora chega esses boletos. E para piorar, meu nome foi até para o SPC porque não paguei”, disse.

Outro lado

A Prefeitura de Araguaína afirmou que as cobranças feitas junto aos ex-moradores da Avenida Filadélfia devem ser desconsideradas e que o pagamento dos financiamentos é realizado junto à Caixa Econômica Federal e está regular. Afirmou ainda que os moradores podem ter acesso aos comprovantes na Secretaria da Habitação, localizada na Rua Humberto Campos, nº 58, no Bairro São João.

Para dúvidas, a secretaria disponibilizou os telefones 3412-3569 ou 3414-3086.

Comentários pelo Facebook: