Morre sargento que levou três tiros de delegado durante abordagem em Palmas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Jadiel Araújo
Comando Geral do PM em Palmas

O sargento da PM-TO José Maria Rodrigues Amorim morreu na manhã desta sexta-feira (27) no Hospital Geral de Palmas após passar por cirurgia. O militar foi baleado durante uma ação do delegado Cassiano Ribeiro Oyama e mais três agentes da Polícia Civil, na zona sul de Palmas, na noite dessa quinta-feira (26).

O AF Notícias apurou que o sargento estava em um bar de Taquaralto quando foi abordado por uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoal (DHPP), sob o comando do delegado Cassiano, que fazia diligências em busca de um suspeito.

O sargento Rodrigues estava de folga e estaria ingerindo bebida alcoólica quando foi alvo da abordagem em razão do volume do som automotivo, que estaria acima do permitido.

O militar foi atingido com três tiros, que acertaram o braço, perna e abdômen. Um dos disparos partiu do delegado e os outros dois dos agentes que o acompanhavam.

Para a Associação dos Praças Militares do Estado do Tocantins (APRA-TO),  a equipe da Polícia Civil atuou de forma ‘arbitrária e despreparada’. Segundo a associação, a Polícia Militar só foi acionada quando o policial já se encontrava abatido no chão. Além disso, Rodrigues teria efetuado nenhum disparo contra os policiais civis, mas “foi brutalmente alvejado pelos agentes sem direito de defesa”.

O sargento Rodrigues foi encaminhado ao Hospital Geral de Palmas, passou por cirurgia, mas não resistiu.

Veja mais

Delegado da Polícia Civil atira em sargento da PM em bar na zona sul de Palmas

APRA quer prisão de policias civis que atiraram em sargento e ‘apuração rigorosa’

Comentários pelo Facebook: