Sobral – 300×100
Seet

Redução de R$ 45 milhões na verba de Araguaína vai ‘evitar desperdício’, diz Olyntho

Redação - |
Foto: Divulgação/Ascom
Deputado estadual Olyntho Neto

Após polêmica que elevou os ânimos da população araguainense, o deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) enviou uma nota, nesta sexta (01), justificando a decisão dos parlamentares sobre a considerável diminuição de recursos prometidos pelo governo do Estado ao município.

Segundo o tucano, a duplicação do trecho da TO-222 que liga Araguaína ao Distrito de Novo Horizonte pode ser feita com R$ 41 milhões, tornando os outros R$ 45 milhões um ‘desperdício de dinheiro’.

De acordo com o deputado, a nova quantia destinada aos 13 km equivalentes é um resultado de ‘estudo com base no custo médio da obra’, que é de R$ 1 milhão por cada quilômetro.

Em sua nota, o parlamentar enfatiza ainda que o assunto foi “amplamente discutido na Casa de Leis” e que os outros R$ 45 milhões, antes de Araguaína, serão distribuídos em obras por todo o Estado.

Olyntho alega que nenhum dos deputados de Araguaína assinou nada que retirasse recursos da cidade, contudo, não apresentou cópia da emenda devidamente assinada para provar esse fato.

O deputado aproveita a nota para se isentar de responsabilidade ao afirmar que não votou na emenda que arrancou os R$ 45 milhões, porque estava presidindo a reunião conjunta das comissões.

ENTENDA O CASO

Na madrugada da última quinta-feira (31), os deputados estaduais do Tocantins aprovaram dois pedidos de empréstimos do Executivo junto à Caixa Econômica Federal que totalizam R$ 583 milhões. Deste valor, conforme havia previsto o governo, R$ 86 milhões seriam destinados à duplicação do trecho da TO-222 que liga o centro de Araguaína ao Distrito de Novo Horizonte.

Conforme apurado pelo AF Notícias, a manobra, executada na calada da noite, garantiu, por cabeça, em média R$ 3 milhões para pagar emendas parlamentares. Dos 24 deputados, apenas dois não concordaram e abriram mão do dinheiro: Elenil da Penha (PMDB) e Paulo Mourão (PT).

VEJA MAIS…

‘Um crime inaceitável arrancar R$ 45 milhões de Araguaína’, afirma Jorge Frederico

Na calada da noite, deputados retiram R$ 45 milhões de Araguaína para pagar emendas

 

Comentários pelo Facebook: