Vicentinho promete mais um concurso da Polícia Militar após criticar convocação de aprovados

Redação AF -
Foto: Divulgação
Polícia Militar do Tocantins

Uma semana depois de criticar a convocação dos candidatos aprovados no concurso da Defesa Social e Sistema Prisional do Tocantins para o Curso de Formação, o candidato a governador Vicentinho Alves (PR) prometeu lançar um novo concurso para a Polícia Militar, além de dar continuidade ao certame em andamento com 1.040 vagas que, segundo ele, supre vagas de policias que estão se aposentando ou morreram.

A promessa foi feita nesta terça-feira (19), em entrevista ao Jornal Anhanguera 2ª Edição (Rede Globo no Tocantins).

“O Tocantins tem 35 cidades sem nenhum policial militar. Precisamos mudar essa realidade urgentemente”, ressaltou o senador, ao explicar que o certame em andamento não é suficiente para as necessidades de segurança pública do Estado.

O senador defendeu, ainda, uma atuação integrada das forças policiais com a comunidade de cada região, com os policias sabendo quem mora na localidade, conhecendo os trabalhos sociais das igrejas, instituições de cultura e esportivas. Com isso, segundo ele, é possível evitar tragédias, além de aumentar a qualidade da atuação policial.

Corte de R$ 500 milhões em gastos

Sobre economia nos gastos públicos, citou despesas excessivas que serão cortadas imediatamente. Entre elas, Vicentinho deu destaque aos mais de R$ 50 milhões com alugueis de avião, R$ 60 milhões com consultoria (com exceção das relacionadas à obtenção de empréstimos internacionais) e gastos com passagens e diárias. “Com isso e outras despesas específicas economizaremos R$ 500 milhões por ano”, ressaltou.

Na educação, reafirmou o compromisso de iniciar os processos e até a construção de cinco escolas de tempo integral em parceria com a Polícia Militar.

Carlesse fugiu do debate

Vicentinho criticou o governador interino Mauro Carlesse (PHS)por não comparecer às entrevistas na TV Anhanguera, na Record e no Jornal do Tocantins/CBN Tocantins, mesmo tendo garantido que iria aos eventos. A alegação para ausência foi uma gripe, mas na terça pela manhã Carlesse estava em Paraíso, fazendo campanha, em pleno sol.

VEJA MAIS…

Vicentinho critica convocação de aprovados no concurso da Seciju: ‘medida irresponsável e eleitoreira’

Assispen diz que Vicentinho adota postura ‘maléfica’ ao criticar concurso e ‘desconhece problemas’

Comentários pelo Facebook: