Palmas

Vereador Junior Geo defende acesso prioritário às crianças com deficiência em escolas

Por Redação AF
Comentários (0)

16/02/2017 12h24 - Atualizado há 2 anos
O vereador professor Junior Geo, de Palmas, questionou em discurso na tribuna da Câmara da Capital, nesta quinta-feira (16), a falta de vagas para crianças em séries iniciais em Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI). O parlamentar também propôs que o acesso de crianças que possuam qualquer tipo deficiência seja prioritário nas escolas públicas do município. O vereador explicou que "o ano letivo já começou e ainda existem mais de mil crianças com até três anos sem vagas nos CMEI's". "Ainda temos muitas obras de escolas paradas e essas crianças precisam estudar”, disse. Na oportunidade, Junior Geo também manifestou preocupação com a carência de vagas em escolas municipais para alunos com deficiência e pontuou que ainda enfrentam dificuldades para serem admitidos e afirmou que o poder público tem obrigação de inserir esses alunos na sociedade e garantir acesso aos estudos. Para Geo, um dos caminhos da acessibilidade é a capacitação. Por isso, o parlamentar convocou a sociedade e os professores para se inscreverem em cursos gratuitos que a Secretária Estadual de Educação está promovendo. “São mais de 100 vagas gratuitas que podem amenizar as dificuldades de acesso dos alunos com deficiência”, explicou. O Curso Estão sendo ofertadas 120 vagas para as formações da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e dos métodos de leitura e estudo da matemática para deficientes visuais: Sistemas Braille e Soroban, respectivamente. Os profissionais da Educação podem se inscrever até o dia 17 de fevereiro. Para o público geral, o período de inscrições é de 20 a 24 do mesmo mês. Os interessados em participar devem procurar a Gerência de Educação Especial, localizado no Anexo II - Quadra 103 Norte, AV JK, Lote 145, munido de cópias do RG e do CPF. O Curso de Libras será realizado em três módulos com carga horária de 120 horas. Já nas capacitações dos Sistemas Braille e Soroban, a carga horária é de 80 horas. As aulas, previstas para iniciar no dia 6 de março, ocorrerão no Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.