Tocantins

Acadêmica é agredida com corda pelo padrasto dentro de faculdade no Tocantins

Por Redação AF
Comentários (0)

23/02/2016 12h08 - Atualizado há 1 mês
Uma acadêmica do curso de Direito foi agredida com uma corda pelo padrasto dentro do campus do Centro Universitário de Gurupi (Unirg). O fato ocorreu na semana passada. O nome da estudante será preservado. O padrasto da jovem é um policial e a agressão estaria relacionada a problemas familiares, como uma espécie de "correção". De acordo com informações, a jovem foi agredida na frente dos colegas no término das aulas e deixou todos assustados. Segundo o presidente da Unirg, Sávio Barbalho, a instituição tomou conhecimento do fato por meio de um ofício do Diretório Central dos Estudantes (DCE) que cobrou providências tanto para a Fundação, quanto para a reitoria, visando a adoção de medidas para garantir atendimento psicológico e segurança à acadêmica. O caso também será encaminhado para a Vara de Violência Doméstica. “No âmbito institucional nós providenciamos o acompanhamento psicológico à acadêmica porque foi um fato que repercutiu muito no Centro Universitário e formou-se uma rede de solidariedade. E o nosso papel é dar o suporte psicológico, reivindicar as autoridades que adotem um acompanhamento para que o ato não se repita porque, infelizmente, teve um cunho de preconceito, de intolerância à orientação dela e não queremos que este fato se repita", disse Barbalho. O presidente ainda afirmou que solicitou a intensificação na segurança em todos os prédios da Instituição, para que casos como este não voltem a ocorrer. A coordenadora do Curso de Direito, Kádyan Gonzada, também lamentou o fato. “Recebi com pesar o fato que ocorreu, compreendo e respeito a liberdade de posicionamento, inclusive da mãe e padrasto, porém lamento a manifestação do ato de violência”, disse. O Presidente do DCE/UnirG, Thiago Oliveira, afirmou que o Diretório repudia qualquer forma de violência, seja de natureza física ou psicológica e que acionou a Presidência e a Reitoria para que tomassem as providências cabíveis legalmente. “Solicitamos intensificação na segurança em todos os prédios da Instituição, para que casos como este não voltem a ocorrer. Pedimos ainda, e de imediato já atendido, que a nossa colega receba assistência psicológica e jurídica por parte da Instituição”, disse. Falta de segurança  A falta de segurança no campus I da Unirg já foi alvo de reclamações de acadêmicos e funcionários da instituição. O prédio não tem cerca de proteção e também não há controle de entrada e saída de pessoas. Vários furtos e roubos já aconteceram nas imediações. O presidente da Fundação anunciou que será realizada uma licitação para cercar, construir guarita e manter o controle de acesso às dependências da instituição. Ainda está sendo estudada a instalação de uma central de monitoramento eletrônico.

Comentários (0)

Mais Notícias

Palmas

Visitas a presos são suspensas após morte de detento em cadeia de Palmas

A medida é preventiva e já foi informada à justiça, à Defensoria Pública e ao Ministério Público Estadual.

Crime de estelionato

Jovem é preso por aplicar golpes através de grupos de WhatsApp no Tocantins

Ele oferecia aparelhos celulares e eletroeletrônicos a preços bem abaixo dos normalmente praticados no mercado.

Ação da polícia

Casal é preso ao ser flagrado com drogas na própria residência em Araguaína

Os policiais chegaram na casa no momento em que a mulher prepara droga em uma embalagem plástica.

Paraíso

Mulher tenta entrar em cadeia com pacote de maconha nas partes íntimas

Ela iria fazer uma visita e será recolhida em uma unidade prisional feminina do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.