Em Filadélfia

Bebê de 1 ano sofre diversas mordidas em creche, mas ninguém viu nada; mãe aciona a polícia

Polícia Civil deverá investigar o caso e a prefeitura abriu sindicância.

Por Conteúdo AF Notícias 2.701
Comentários (0)

06/06/2024 17h10 - Atualizado há 2 semanas
Uma das mordidas no rosto da criança

Notícias do Tocantins – Uma mãe denunciou uma creche municipal da cidade de Filadélfia (TO) e pediu investigação da polícia após o filho sofrer várias mordidas pelo corpo, na manhã desta quarta-feira (5/6). A família ficou ainda mais revoltada depois que os funcionários da Creche Irmã Evarista Viel disseram não ter presenciado o ocorrido.

Nas redes sociais, a mãe relatou que deixou o filho de 1 ano e 5 meses na creche às 7h da manhã e, por volta das 9h30 recebeu uma ligação de funcionários informando que seu filho havia sido mordido por um colega. “Ligaram dizendo que meu filho tinha sido mordido por um colega. Imediatamente fui na creche. Meu nenê estava dormindo e pedi para pegar ele e o trouxeram para mim. Pediram mil desculpas e disseram que infelizmente não tinham como fazer nada em relação ao acontecido. Peguei meu filho e fui na Delegacia. Eles [funcionários] disseram que não viram nada”.

Conforme o relato, os professores ainda falaram para a mãe que a criança não chorou após as mordidas. "O que é impossível eles não terem ouvido meu filho gritar de dor. Foram muitas mordidas para ele não chorar. Para uma mãe é muito doloroso receber seu filho nessa situação", desabafou.

Revoltada, a mãe tentou registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Filadélfia, mas foi informada que deveria primeiro procurar o Conselho Tutelar. Ao fazer o procedimento, a mulher retornou à delegacia e novamente não conseguiu registrar o B.O. sob a alegação de que o Conselho teria que ir na creche ouvir as partes envolvidas.

“Não quiseram fazer meu Boletim de Ocorrência e precisei ir até Araguaína. Graças a Deus lá não teve burocracia. Eles me encaminharam ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer o corpo de delito, e agora vamos aguardar. Espero que a justiça seja feita para que não aconteça com outras crianças. Essa não é a primeira vez que uma criança é mordida na creche. Lá não possui câmera de segurança e acontece um absurdo! Quero que isso não aconteça com mais crianças”, disse.

O que diz a prefeitura?

Em nota de esclarecimento, o prefeito de Filadélfia, David Bento, comentou o caso e disse que foi aberta uma sindicância internação para apuração. “Situação que infelizmente é presente no contexto da infância, onde a exploração e interação entre os pequenos são fundamentais para o seu desenvolvimento”.

Confira a nota na íntegra

“O município de Filadélfia, representado por seu prefeito David Bento, lamenta profundamente o ocorrido nesta manhã de quarta-feira (05/6), nas dependências da creche Municipal Evarista Viel.

Durante o período de atividades, duas crianças envolveram-se em um incidente, situação que infelizmente é presente no contexto da infância, onde a exploração e interação entre os pequenos são fundamentais para o seu desenvolvimento.

Informamos que logo após a constatação do ocorrido, auxiliamos a criança que fora mordida e prestamos socorro, comunicando imediatamente seus pais. Compreendemos a frustração e o descontentamento da família. Uma sindicância interna já foi aberta para apurar o caso e reiteramos nosso compromisso com a segurança e o bem-estar das crianças que frequentam nossas creches.

A Secretaria Municipal de Educação e toda a equipe administrativa da Creche Municipal Irmã Evarista Viel tem estado em contato direto com os responsáveis pelas crianças envolvidas, oferecendo todo o suporte necessário, bem como colaborando com as autoridades competentes”

Atenciosamente,

Prefeito David Bento".

Nota Divulgada pela Prefeitura de Filadélfia

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.