Caso em Araguaína

Caminhoneiro alcoolizado que matou jovem atropelada ao invadir contramão é denunciado à Justiça

Acidente matou Pollyane Ferreira dos Santos, de 24 anos.

Por Redação
Comentários (0)

07/03/2024 17h54 - Atualizado há 2 meses
Adenizio da Silva

Notícias do Tocantins - O Ministério Público do Tocantins (MPTO) denunciou, nesta quinta-feira (07/03), o caminhoneiro Adenizio da Silva Souza por crime de homicídio qualificado.

Conforme a denúncia, ele teria invadido a contramão enquanto trafegava alcoolizado pela BR-153, em Araguaína, e colidido contra uma moto, causando a morte da condutora Pollyane Ferreira dos Santos, de 24 anos.

O crime aconteceu em 3 de janeiro de 2024. Na ocasião, Adenizio conduzia um veículo de grande porte, um caminhão com semirreboque e carroceria basculante. A vítima, por sua vez, estava em uma motoneta do tipo Honda Biz. A ingestão de bebida alcoólica pelo condutor foi verificada em teste etilômetro (bafômetro).

Considerando as circunstâncias do crime, o MPTO denunciou Adenizio Souza por homicídio doloso, com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima (pelo fator surpresa) e perigo comum (por invadir a contramão em uma rodovia movimentada, causando risco a uma quantidade indeterminada de pessoas). Ele também foi denunciado por crime de trânsito, uma vez que dirigia sob influência de álcool.

O Ministério Público ainda pede que seja imposta ao denunciado a obrigação de indenizar a família da vítima em, no mínimo, R$ 20 mil.

A denúncia foi proposta pelo promotor de Justiça Daniel José de Oliveira Almeida e distribuída à 1ª Vara Criminal de Araguaína.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.