Caso em Dianópolis

Detento é condenado a 18 anos por matar colega na prisão com facão atravessado no abdômen

Eles prestavam trabalho interno na unidade prisional.

Por Redação
Comentários (0)

26/02/2024 14h54 - Atualizado há 4 meses
Crime ocorreu em 2015

Notícias do Tocantins - O detento acusado de matar o colega de cadeia na Casa de Prisão Provisória de Dianópolis, em 4 de agosto de 2015, foi condenado a 18 anos na sexta-feira (23/02).

Conforme a denúncia, Cidney Maximo Martins, o autor, e Ivany Dias dos Santos, a vítima, eram detentos que cumpriam pena em regime fechado e prestavam trabalho interno na unidade prisional.

No dia do crime, no período da manhã, enquanto eles realizavam limpeza na área externa dos pavilhões, Cidney utilizou-se de fator surpresa e desferiu golpes com um facão, primeiramente contra a cabeça de Ivany e depois na região abdominal. Os golpes levaram a vítima a óbito, sendo que Ivany foi encontrado logo depois pelos agentes prisionais caído ao chão, ensanguentado e com o facão transpassado em seu abdome.

Considerando os fatos, o representante do Ministério Público sustentou a incidência da qualificadora de uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A tese foi acatada pelos jurados, elevando a pena do condenado. 

A acusação contra o réu foi realizada pelo promotor de Justiça Rogério Rodrigo Ferreira Mota, coordenador do Núcleo do Tribunal do Júri do Ministério Público do Tocantins (MPNujuri).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.