Homicídio em Figueirópolis

Em prisão perpétua nos EUA, Danilo Cavalcante terá interrogatório virtual na Justiça tocantinense

Audiência será realizada no Fórum da Comarca de Gurupi.

Por Redação 1.172
Comentários (0)

17/04/2024 14h51 - Atualizado há 1 mês
Danilo Sousa Cavalcante

Notícias do Tocantins - Danilo Sousa Cavalcante, acusado de assassinar Válter Júnior Moreira dos Reis em Figueirópolis (TO), em 2017, será ouvido pela Justiça do Tocantins nesta quinta-feira (18/4). A audiência está marcada para ocorrer a partir das 11 horas, no Fórum da Comarca de Gurupi.

Danilo Cavalcante cumpre pena de prisão perpétua nos Estados Unidos (EUA), por outro crime, e participará da audiência por videoconferência, por meio de um acordo de Cooperação Internacional realizado entre o Poder Judiciário do Tocantins e a Justiça norte-americana.

Para realização da sessão, que ocorrerá de forma híbrida (presencialmente com a oitiva do acusado de forma virtual), foram tomadas todas as medidas necessárias, inclusive a contratação de um interprete/tradutor em língua estrangeira (Inglês-Americano), requisitado pela justiça dos EUA.

Devem ser ouvidas seis testemunhas de acusação. A defesa não indicou nenhuma testemunha no processo.

A audiência será presidida pelo juiz Jossaner Nery Nogueira Luna, titular da Vara Especializada no Combate à Violência contra a Mulher e Crimes Dolosos contra a Vida de Gurupi, e contará com a participação do promotor de justiça Rafael Pinto Alany (acusação) e da defensora pública Cristiane Japiassu, que representa o acusado. 

Entenda o caso

Danilo de Sousa Cavalcante, segundo denúncia, assassinou Válter Júnior Moreira dos Reis no dia 5 de novembro de 2017, por volta de 0h10min, em uma lanchonete localizada na Praça São João Batista, centro de Figueirópolis. Ainda conforme a denúncia, o acusado, “de forma consciente e voluntária, agindo com vontade e determinação de matar, por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima”, efetuou seis disparos de arma de fogo em direção à vítima, tirando-lhe a vida.

Danilo fugiu do local, após cometer o crime, que teria sido motivado por uma suposta dívida que a vítima tinha com ele, referente ao conserto de um veículo.

Após a ocorrência, o acusado fugido para os Estados Unidos. Em abril de 2021, ele matou a facadas a ex-namorada, Débora Evangelista Brandão, 34 anos, na frente dos filhos, na cidade de Phoenixville. Por esse crime, Danilo foi condenado e atualmente cumpre pena de prisão perpétua na unidade prisional de Chesco, de onde fugiu no dia 31 de agosto do ano passado. A fuga do brasileiro movimentou a polícia da Pensilvânia, que só conseguiu capturá-lo 14 dias depois, no dia 13 de setembro.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.