Guaraí

Ex-funcionário de empresa é preso acusado de furtar R$ 650 mil em sacas de soja

Willian teria fraudado documentos para simular a descarga dos grãos.

Por Redação 1.137
Comentários (0)

12/10/2018 12h06 - Atualizado há 1 semana
Imagens de câmera de segurança auxiliaram a polícia na investigação

Willian Cássio de Souza, de 33 anos, foi preso suspeito de subtrair mais de R$ 600 mil em sacas de soja da empresa onde trabalhava.

O ex-funcionário foi capturado Santa Helena de Goiás, onde mora com familiares, em 03 de outubro, mas o caso seguia em segredo de justiça até a última quarta-feira (10). Willian estava foragido e foi preso por equipes da Polícia Civil de Goiás e do Tocantins.

De acordo com a Polícia Civil, Willian é acusado de subtrair R$ 651.859,63 em soja de uma empresa onde ele era funcionário. Segundo a investigação, Willian foi contratado em meados de dezembro de 2016 para trabalhar na empresa. Em março de 2017, o então funcionário manifestou o interesse de rescindir o vínculo trabalhista com a desculpa de que iria abrir seu próprio negócio.

Após o fim da safra de 2017, em meados de junho, funcionários da empresa verificaram que faltavam cerca de 11 mil sacas de soja, totalizando um desfalque de mais de R$ 650 mil.

As investigações da operação Soy Ghost (do inglês “Fantasma da Soja” ou “Grãos Fantasmas”) apontaram a existência de falsos registros de entrada de grãos, sendo que Willian teria fraudado documentos para simular a descarga e, com isso, gerar um saldo no sistema de controle de grãos, para, posteriormente, vender. Entretanto, os grãos que de fato existiam teriam sido armazenados por terceiros.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.