Luzimangues

Ex-presidiário que matou homem por ciúmes da ex-namorada é condenado a 17 anos de prisão

Crime aconteceu durante uma festa em outubro de 2022.

Por Redação
Comentários (0)

05/12/2023 17h21 - Atualizado há 2 meses
Homem preso

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) obteve, nesta segunda-feira (4), a condenação de Vanilson de Sousa, conhecido por Grilo, a 17 anos e seis meses de prisão pelo assassinato de Alex Moreira Teles, em outubro de 2022.

A ação foi motivada por ciúmes, em razão de um suposto envolvimento amoroso entre Alex e a ex-namorada de Vanilson, quando ele ainda estava preso por ter cometido outro crime. 

O crime aconteceu na noite de 15 de outubro de 2022, durante uma festa que acontecia em uma distribuidora de bebidas, no distrito de Luzimangues, município de Porto Nacional. 

No momento do assassinato, a vítima estava acompanhada de pessoas da família quando Vanilson chegou ao local, com um capacete cobrindo o rosto e, de maneira premeditada, atirou contra a cabeça de Alex, sem que ele tivesse a chance de se defender.

A acusação foi representada pelo promotor de Justiça Breno Simonassi, membro do Núcleo do Tribunal do Júri do MPTO, que sustentou que o homicídio foi duplamente qualificado, uma vez que foi praticado por motivo fútil e com uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Todas as teses de acusação foram acatadas pelos jurados. Dessa forma, Vanilson foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão, em regime inicial fechado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.