Furto

Fiscalização autua 25 pessoas por furto de energia no Tocantins, mas todos pagam a conta

“Parte do valor da energia furtada é dividida entre todos os outros clientes”, explica Helier.

Por Redação 1.198
Comentários (0)

14/09/2018 09h45 - Atualizado há 2 meses
'Gato' é crime punido no art. 155 do Código Penal

A Energisa tem intensificado o combate ao furto de energia elétrica no interior do Tocantins com apoio da Polícia Civil. Cada vez mais comum, o ‘gato’ coloca em risco a segurança da população e impacta na qualidade da energia fornecida.

Pedro Afonso, Tupirama e Bom Jesus do Tocantins receberam a ação nestas segunda e terça-feira (10 e 11/9) com um total de 159 unidade consumidoras inspecionadas e 25 autuações por furto de energia. Esse trabalho é uma rotina da concessionária e acontece em todos os municípios do Estado.

Durante a operação, um produtor rural foi preso em sua residência na cidade de Pedro Afonso, após ser flagrado com um ‘gato’ de energia em casa. “É importante destacar que quem rouba energia está prejudicando toda a população, pois o ‘gato’ coloca em risco a vida das pessoas e ainda compromete a qualidade da energia que chega nas nossas casas”, enfatiza Helier Fioravante, gerente de Combate a Perdas da Energisa.

O furto de energia e as fraudes no relógio medidor são crimes previstos no Código Penal, no Artigo 155. Além disso, podem causar acidentes fatais, interromper a continuidade do serviço aos consumidores, prejudicar a qualidade da distribuição de energia e impactar diretamente na tarifa a ser paga. “Parte do valor da energia furtada é dividida entre todos os outros clientes. Quando alguém furta energia está prejudicando toda vizinhança”, explica Helier.

TECNOLOGIA

A concessionária também investe em tecnologia e inteligência para tornar o combate ao furto mais assertivo e eficaz no Tocantins. A empresa tem uma tecnologia em tempo real capaz de gerar o perfil de consumo de energia de cada cliente. Com base nestes dados, a equipe faz uma análise das informações e orienta o time de campo sobre os locais suspeitos de fraudes, para que assim possam ser realizadas as inspeções. Em média, são 700 irregularidades identificadas por mês.

Para ajudar a combater esses crimes, é só denunciar pelo telefone 0800 721 3330 ou por meio do aplicativo Energisa ON, disponível gratuitamente na loja virtual para as versões IOS, Android e Windows Phone. (Ascom)

Comentários (0)

Mais Notícias

Aragominas

Jovem que degolou homem bêbado causava pânico no norte do Estado, diz polícia

A vítima foi assassinada na segunda-feira (12) após passar o final de semana ingerindo bebida alcoólica.

Prisão

Sedutoras, mulheres pediam carona para roubar caminhoneiros no norte do Estado

As mulheres já são conhecidas pela prática criminosa e usam todas as artimanhas.

Araguaína

Homem é preso duas vezes tentando furtar o mesmo supermercado em Araguaína

Dois comparsas também foram presos em flagrante dando cobertura para o furto.

Aragominas

Homem é preso suspeito de aterrorizar e tentar estuprar mulheres no meio da rua

O suspeito disse à polícia que 'galanteava' as mulheres só quando estava bêbado.

Ressocialização

Detentos aprendem a fazer blocos de concreto na própria prisão e reduzem pena

Os artefatos, inicialmente, serão utilizados na melhoria da estrutura da unidade.

Em 2017

Homem é preso suspeito de matar o avô da esposa a pauladas após discussão

O crime teria sido motivado em razão de supostos maus-tratos que a bisneta estaria sofrendo.

Barra da Grota

Seciju tenta identificar celular utilizado para filmar homenagem a bandido morto

O vídeo mostra vários supostos integrantes do PCC reunidos no Presídio Barra da Grota em homenagem ao criminoso.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.