Durante cerco

Funcionário de fazenda no Tocantins é feito refém por criminoso que atacou cidade no Mato Grosso

Ele acabou sendo preso pelas forças de segurança do estado.

Por Redação 2.760
Comentários (0)

12/04/2023 09h26 - Atualizado há 1 ano
Buscas continuam para localizar e prender os outros comparsas.

Um dos criminosos que participou dos ataques à cidade de Confresa, no Mato Grosso, foi preso em uma fazenda localizada em Pium (TO), na tarde desta terça-feira (11/4), durante uma operação integrada das Forças de Segurança Pública do Tocantins, Mato Grosso, Goiás e Pará. O suspeito foi detido enquanto fazia um funcionário da propriedade refém dentro de um veículo.

A prisão aconteceu depois que as equipes da Polícia Militar do Tocantins receberem informações de que um funcionário da Fazenda Jan Agropecuária, estaria sendo mantido refém pelos assaltantes.

Após localizarem o veículo suspeito, os militares constataram que haviam duas pessoas no interior do automóvel, sendo o funcionário que era mantido sob graves ameaças e o integrante da quadrilha de assaltantes da empresa de transportes de valores em Confresa - MT.

Após ser preso, o suspeito foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil em Paraíso do Tocantins.

A Operação

Desde a tarde de segunda-feira (10), a Polícia Militar do Tocantins vem realizando uma Operação de Busca e Captura de parte da quadrilha que tentou assaltar a sede de uma empresa de transporte de valores em Confresa - MT, no domingo (9), e deslocou-se para o Tocantins. A operação conta com o apoio da Polícia Civil do Tocantins, Polícia Federal e as Polícias do Mato Grosso, Goiás e Pará.

Os mais de 180 policiais estão dispostos em locais estratégicos e realizam o cerco na zona rural da cidade de Pium e região, onde os demais criminosos possivelmente estão escondidos.

Na noite de segunda-feira (10), as equipes entraram em confronto com os criminosos quando um dos indivíduos foi atingido e veio à óbito. Durante a ação os policiais apreenderam dois fuzis .50, um fuzil 7.62, 50 carregadores de fuzis, milhares de munições, oito coletes balísticos, três capacetes balísticos, materiais explosivos e detonadores, além de coturnos, luvas, joelheiras, cotoveleiras, balaclavas e mochilas.

A Operação Integrada continua com as equipes policiais no local a fim de capturar os demais criminosos.

 

Armamento e munições apreendidas.
Forças de Segurança Pública Do Tocantins, Mato Grosso, Goiás e Pará realizam as buscas.
Operação continua na região de Pium.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.