Preso em flagrante

Homem arromba porta e coloca fogo na residência onde a ex-esposa mora com os três filhos

Suspeito e vítima tiveram um relacionamento que durou 11 anos.

Por Redação
Comentários (0)

10/06/2024 08h11 - Atualizado há 1 semana
Caso aconteceu em Dianópolis

Notícias do Tocantins - Um homem de 34 anos foi preso em flagrante no sábado, (8/6), em Dianópolis, sudeste do estado, logo após arrombar a porta da casa da ex-companheira e incendiar o imóvel. O crime ocorreu por volta das 18 horas, momento em que a mulher se encontrava com os filhos na casa de sua mãe, na zona rural do município. O fogo só foi contido com a chegada do Corpo de Bombeiros.

O delegado titular da 8ª Regional da Polícia Civil de Dianópolis, Eduardo Nunes, informou que a mulher ficou sabendo do ocorrido pela irmã do autor e assim que recebeu a notícia, por volta das 19h, voltou para a cidade. Quando os homens do Corpo de Bombeiros chegaram à residência, o homem ainda estava no local, mas quando a mulher foi até o imóvel, o homem já havia se evadido. 

A mulher então se dirigiu até a 14ª Central para registrar o boletim de ocorrência. “De imediato, a equipe plantonista realizou diligências e encontrou o autor, que foi conduzido para a Central enquanto ela ainda relatava os fatos. Após os procedimentos legais cabíveis, ele foi levado para a unidade penal local, onde permanecerá à disposição da Justiça”, informou.

Vítima e autor conviveram em uma união estável por 11 anos e há quatro anos ela decidiu terminar o relacionamento, o que não foi aceito pelo ex-companheiro, com quem tem três filhos menores.

A vítima relatou que o homem tentava reatar o relacionamento e, diante de sua negativa, ele ateou fogo na casa onde ela mora com os filhos. No ano de 2019, ele chegou a ser preso em flagrante após agredi-la e desde que foi posto em liberdade frequentava a casa para visitar os filhos. Quando fazia ingestão de bebida alcoólica, ele apresentava um comportamento agressivo, porém, segundo a mulher, ele nunca agrediu os filhos.

“Felizmente, não havia ninguém na casa e não houve feridos, apenas os seus pertences e os dos seus filhos foram danificados em razão do fogo. Apesar desse comportamento agressivo, ela não possui medida protetiva, mas foi orientada a requerer a proteção para evitar mais transtornos e encerrar esse ciclo de violência”, conclui o delegado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.