Novo Acordo

Homem é indiciado por armazenar pornografia infantil no celular e estupro virtual

Ele utilizava perfis falsos para aliciar uma menor de 14 anos.

Por Redação 513
Comentários (0)

25/05/2024 08h25 - Atualizado há 3 semanas
Suspeito já está preso

Notícias do Tocantins - A 80ª delegacia de polícia de Novo Acordo indiciou um homem de 33 anos pela prática dos crimes de estupro de vulnerável na modalidade on-line e por armazenar fotografias e vídeos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes. 

O delegado responsável pelo caso, Fabrício Piassi Costa, explica que as investigações revelaram que o indiciado utilizava perfis falsos para aliciar uma menor de 14 anos a manter relações com ele.

“No início do mês, nós demos cumprimento a um mandado de busca e apreensão contra o suspeito, momento em que apreendemos um aparelho celular do investigado. No aparelho, encontramos um vasto material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes, razão pela qual ele foi preso em flagrante e teve a sua prisão convertida em preventiva”, afirmou.

A Polícia Civil destacou que, conforme a jurisprudência nacional, com o objetivo de proporcionar maior proteção às crianças e adolescentes, tem-se consolidado o entendimento de que não é necessário o contato físico entre o autor e a vítima para a caracterização do delito de estupro de vulnerável, bastando, dentre outros,  a contemplação lasciva, a qual configura ato libidinoso constitutivo do tipo previsto no artigo 217-A do Código Penal Brasileiro.

O suspeito se encontra preso na Unidade Penal de Palmas. O inquérito foi encaminhado ao Judiciário, que aguardará o oferecimento da denúncia pelo Ministério Público. Caso condenado, o indiciado pode pegar até 19 anos de reclusão.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.