Guaraí

Idoso é preso por arrancar as orelhas da ex-companheira com mordidas no Tocantins

Idoso tem 62 anos e vivia foragido em um povoado de Guaraí.

Por Redação 1.341
Comentários (0)

09/10/2020 08h27 - Atualizado há 3 anos
Armas e munições que estavam com o idoso

Um homem de 62 anos de idade considerado o principal suspeito de agredir e arrancar as orelhas de sua ex-companheira com os dentes, no ano de 2014, foi preso pela Polícia Civil em Guaraí na tarde desta quarta-feira (8). 

De acordo com o delegado regional Adriano Carrasco, responsável pelo caso, o idoso estava escondido em uma propriedade localizada no Povoado Canto da Vazante, que fica distante cerca de 20 km da cidade Guaraí.

O delegado frisou também que a existência do mandado de prisão contra o suspeito foi constatada durante registro de ocorrência em razão de novos crimes praticados por ele.

“Já estávamos investigando a conduta do idoso preso, uma vez que chegou até o conhecimento da Polícia Civil que o homem estaria incorrendo em novas práticas delituosas, inclusive fazendo uso reiterado de armas de fogo sem permissão para portá-las”, disse o delegado.

Flagrante

Durante o cumprimento do mandado de prisão, os policiais encontraram e aprenderam em poder do idoso duas armas de fogo municiadas, sendo uma espingarda calibre 28 e uma pistola de fabricação artesanal de calibre 22.

Além do crime de lesão corporal gravíssima praticado contra sua ex-companheira, o idoso também foi autuado por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Ele foi recolhido na Casa de Prisão Provisória de Guaraí.

O crime

Segundo Boletim de Ocorrência registrado pela mulher agredida no dia 4 de março de 2014 na Central de Atendimento da Polícia Civil em Guaraí, ela tinha 42 anos na época e era constantemente agredida por seu companheiro.

No boletim, ela relatou que dois dias antes, tomado por uma crise de ciúmes, o companheiro mais uma vez a teria agredido com socos, pontapés e golpes de facão e arrancado grande parte de suas duas orelhas com dentadas.

Após praticar as agressões, o homem teria fugido do local sem prestar socorro à vítima, que foi encaminhada ao hospital da cidade com ferimentos graves em decorrência do espancamento.

Em razão das agressões sofridas, a mulher teve complicações de saúde e passou por cirurgias. Ao saber do fato, o homem fugiu e passou a ser considerado foragido da justiça, até ser localizado e preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira. Ele já foi condenado pelo crime, segundo a Polícia Civil. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.