Caso Edivaldo Sirqueira

Mulher confessa que marido matou cabeleireiro durante bebedeira em Araguaína

O corpo do cabeleireiro estava no próprio estabelecimento e foi encontrado por um cliente.

Por Redação 11.995
Comentários (0)

25/05/2019 09h43 - Atualizado há 3 semanas
Casal preso no Estado do Pará

O casal suspeito da morte do cabeleireiro de Araguaína Edivaldo Sirqueira Sousa, de 35 anos, foi preso no Estado do Pará na noite desta sexta-feira (24).

O corpo de Edivaldo foi encontrado dentro do próprio salão por um cliente na manhã do dia 06 de maio com uma perfuração debaixo da axila direita.

Os presos foram identificados como Webert Dias Vieira, de 24 anos, e Valéria Ferreira, de 18 anos. Segundo informações apuradas, eles trafegavam de motocicleta na cidade de Floresta do Araguaia quando foram abordados e presos. Havia um mandado de prisão contra eles solicitado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No dia do crime, o casal estava ingerindo bebidas alcoólicas com o cabeleireiro Edivaldo Sirqueira. Ao AF Notícias, Valéria Ferreira confessou que o marido foi o autor da facada que matou o cabeleireiro.

Segundo ela, Edivaldo tinha cortado o cabelo de Webert apenas uma vez e eles não eram amigos.

Valéria também disse à reportagem que o cabeleireiro tocou em suas nádegas enquanto Webert tinha ido comprar cervejas. Ela contou o fato ao marido e ele teria presenciado as supostas insinuações de Edivaldo.

Segundo Valéria, seu marido não gostou e decidiu tomar satisfação, momento em que houve um princípio de confusão. Em seguida, conforme Valéria, Edivaldo pegou uma faca, mas Webert conseguiu tomá-la da mão do cabelereiro e desferiu o golpe fatal. 

A jovem ainda apontou uma terceira pessoa que estava no local no momento do ocorrido como autora do furto de objetos do estabelecimento. 

O casal será recambiado para Araguaína.

Edivaldo Sirqueira

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.