'Livres para voar'

Operação do Naturatins resgata 24 pássaros mantidos em cativeiro e multa infrator em R$ 16 mil

Aves eram das espécies azulão, duas rolinhas e 21 curiós.

Por Redação 1.466
Comentários (0)

12/02/2024 08h55 - Atualizado há 1 semana
Pássaros resgatados durante operação em Araguanã.

Em atendimento a denúncias registradas pelo Linha Verde, a equipe de fiscalização do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) realizou no último sábado (10/02), em Araguanã, a Operação Livres para Voar.

A ação resultou no resgate de 24 pássaros que estavam sendo mantidos em cativeiro, e na apreensão de 56 gaiolas, 10 alçapões para captura de aves, três armas de fogo artesanal cano longo, calibre variado. Ao todo foram lavrados seis autos de infração no valor de R$ 16 mil.

A operação foi conduzida pelas equipes de fiscalização do Polo de Palmas e da Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Bananal/Cantão e contou com o apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Militar do Tocantins (GRAER) de Palmas e da 2ª Companhia da Polícia Militar de Xambioá.

O fiscal Ambiental Jusley Caetano informou que entre os pássaros resgatados estão um azulão, duas rolinhas e 21 curiós. "As aves que resgatamos são espécies silvestres que têm um grande valor ecológico e cultural para nossa região. Elas são alvo de traficantes e comerciantes ilegais que as vendem por preços altíssimos, incentivando a exploração e a extinção desses animais. Por isso, estamos trabalhando para combater esses crimes e devolver esses pássaros  à natureza, onde eles pertencem", frisou.

Segundo o gerente de fiscalização, Cândido José dos Santos  Neto, os pássaros apreendidos foram encaminhados para o Centro de Fauna do Tocantins (Cefau), onde passarão por avaliação veterinária e serão preparados para a soltura na natureza.

O gerente destacou a importância da atuação do órgão ambiental para proteger o meio ambiente e combater crimes ambientais. “Essas condutas trazem graves consequências para o meio ambiente e para a sociedade. Uma das nossas principais atribuições é realizar a fiscalização ambiental, que consiste em verificar o cumprimento das normas e regulamentos ambientais, aplicar as sanções cabíveis em caso de infrações e orientar ambientalmente os cidadãos”, frisou.

Denúncia

Operação Livres para Voar faz parte das ações do Naturatins para combater o tráfico e o comércio ilegal de animais silvestres no Estado. O órgão ambiental orienta a população a não capturar, adquirir ou manter em cativeiro animais sem a devida autorização e a denunciar casos suspeitos pelo telefone  0800 063 1155, por mensagem pelo Whatsapp (63) 99106-7787, pelo e-mail linhaverde@naturatins.to.gov.br, ou no Portal do Cidadão

Operação Livre para Voar da Naturatins.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.