Operação

PF apreende mais de 1.000 cigarros eletrônicos que eram vendidos pela internet e prende suspeito

Conforme a PF, os indiciados poderão responder pelo crime de contrabando.

Por Redação
Comentários (0)

11/06/2024 17h16 - Atualizado há 6 dias
Cigarros apreendidos

Notícias do Tocantins - A Polícia Federal apreendeu mais de 1.000 unidades de cigarros eletrônicos e munição de arma calibre .40, além de prender uma pessoa, durante operação realizada em Palmas nesta terça-feira (11).

A operação tem como objetivos apreender cigarros eletrônicos vendidos por empresa localizada em Palmas através de lojas virtuais pela internet e esclarecer as circunstâncias da prática criminosa.

Conforme a PF, os indiciados poderão responder pelo crime de contrabando, que é caracterizado por condutas como importação e exportação de mercadoria proibida, armazenamento e comercialização dessas mercadorias proibidas pela lei brasileira. Se condenados, a pena pode ultrapassar 5 anos de reclusão.

A Polícia Federal ressaltou que, desde 2009, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe a comercialização, fabricação, importação, transporte, armazenamento e propaganda dos dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), também conhecidos como cigarros eletrônicos.

Operação da PF

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.