Araguatins

Polícia Civil cumpre mandados contra ex-servidor suspeito de receber sem trabalhar no Governo

Segundo a polícia, o ex-servidor afirmou que recebia R$ 1,5 mil, mas nunca trabalhou na função.

Por Redação 609
Comentários (0)

26/07/2019 14h13 - Atualizado há 3 meses
Polícia Civil de Araguatins

A Polícia Civil do Tocantins cumpriu nesta sexta-feira (26) um mandado de busca e apreensão em Araguatins, no norte do Tocantins, envolvendo um ex-servidor lotado na extinta Secretaria Geral de Governo no ano passado.

As investigações fazem parte da Operação Catarse, que investiga crimes contra a administração pública estadual.

De acordo com o delegado Thyago Bustorff, titular da unidade especializada em investigações criminais de Araguatins, o ex-servidor foi contratado temporariamente em março de 2018 e exonerado em abril do mesmo ano.

No entanto, foi publicada uma portaria em 16 de maio de 2018 excluindo o servidor de ato declaratório de extinção do contrato e, assim, restaurando o termo de compromisso de serviço público de caráter temporário.

De acordo com o depoimento colhido do investigado, ele afirmou que recebia salário de R$ 1,5 mil, mas nunca realizou suas funções e continuava residindo em Araguatins”, ressaltou. 

As investigações que resultaram no cumprimento do mandado desta sexta-feira foram conduzidas pela unidade especializada na repressão a crimes contra a administração pública.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.