Tocantins

Por tentar matar ex-sogro, homem é condenado a 14 anos e ainda terá que pagar R$ 30 mil

O homem invadiu a casa e desferiu um golpe de canivete no ex-sogro. O crime foi em 2018.

Por Redação
Comentários (0)

10/07/2019 14h20 - Atualizado há 1 semana
O crime ocorreu em Arraias

Manoel Rocha Campos, que tentou assassinar seu ex-sogro na cidade de Arraias em junho de 2018, foi condenado a pena de 14 anos e cinco meses de reclusão, em julgamento realizado no dia 02 deste mês.  

O Tribunal do Júri acatou integralmente as teses da acusação apresentadas pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO), condenando o réu pelo crime de tentativa de homicídio duplamente qualificado, já que ele agiu por motivo torpe e utilizou-se de meio que impossibilitou a defesa da vítima.

Segundo os fatos apresentados pelo promotor de Justiça João Neumann Marinho da Nóbrega, Manoel Rocha dos Santos viveu em união estável com a filha de José Teles da Costa por cerca de nove anos, em uma relação com diversos episódios de violência doméstica. Ao fim da união, Manoel passou a praticar violência psicológica contra a ex-companheira e a ameaçar de morte o pai dela, pelo fato dele tê-la acolhido em sua casa.

No dia 21 de junho de 2018, o réu arrombou a porta da casa de José Teles da Costa e partiu para cima do ex-sogro, dizendo que iria matá-lo. Então, agarrou-o pelo pescoço, aplicou-lhe um golpe com o joelho e penetrou o canivete em seu tórax pelo menos uma vez.

A vítima caiu no chão desacordada e sangrando, mas foi levada para o Hospital Regional de Arraias e depois transferida para o Hospital Geral de Palmas, onde recebeu os cuidados devidos e sobreviveu. 

Além da reclusão, Manoel Rocha Campos foi condenado também a pagar indenização à família da vítima, no valor de R$ 30 mil. Na ocasião do julgamento, o réu já se encontrava preso na cadeia pública de Arraias.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.