Corrupção ativa

Preso tenta subornar policiais penais com mesa de ping-pong no valor de R$ 3,5 mil e se complica

Detento já cumpre pena de 17 anos por tráfico de drogas.

Por Redação
Comentários (0)

16/05/2024 08h36 - Atualizado há 1 mês
Cadeia Pública de Colinas

Notícias do Tocantins - Um preso da Cadeia Pública de Colinas foi autuado em flagrante pelo crime de corrupção ativa, após tentar subornar agentes para obter o direito a ir para a área externa da Unidade Penal, a fim de prestar alguns serviços e ter direito à redução da pena.

O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (15/5). O detento conhecido por Piu, de 27 anos, foi condenado a mais de 17 anos de reclusão por tráfico de drogas, praticado na região de Arapoema. Enquanto estava dentro da cela da Unidade Prisional ele teria solicitado para conversar com policiais penais.

No entanto, durante a conversa, ofereceu uma mesa de ping-pong no valor de R$ 3,5 mil para ter direito de ir para área externa da Cadeia realizar serviços. Isso porque existem presos que ganham o direito de trabalhar na área externa da unidade prisional, mas intramuros, com o conhecimento do Ministério Público e do Juiz de Direito após avaliação de critérios em regulamento próprio.

“Ocorre que o detento autuado por corrupção queria comprar este direito oferecendo vantagem indevida aos policiais penais que deram voz de prisão em flagrante e o conduziram até a 6ª Central de Atendimento da Polícia Civil, onde o preso foi autuado em flagrante pelo crime de corrupção ativa”, informou o delegado Marco Aurélio Barbosa Lima.

A corrupção ativa se enquadra nos crimes praticados por particular contra a Administração Pública e ocorre se alguém “oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício”. A pena é de reclusão e varia de 2 a 12 anos de reclusão e multa.

Após a atuação na Central de Atendimento, o detento retornou à Cadeia de Colinas para continuar cumprindo sua condenação por tráfico de drogas e permanecerá à disposição do Poder Judiciário para responder agora pelo crime de corrupção ativa.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.