Prisão de suspeito

Quadrilha especializada em fraudar CNH estava agindo no Tocantins, aponta Detran

Por Redação AF
Comentários (0)

05/02/2018 17h26 - Atualizado há 1 semana
O Serviço de Inteligência do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO) prendeu um integrante de uma quadrilha especializada em falsificação de documentos de identidade (RG) e de outras práticas criminosas envolvendo documentos públicos, visando acesso a dinheiro de seguro desemprego e financiamento de veículos em nome de terceiros. A prisão de Vanderval Alves Gama, vulgo 'Cabeça', ocorreu dia 31 de janeiro, após semanas de investigação. As investigações, segundo o Serviço de Inteligência, foram motivadas quando a Banca Examinadora do órgão constatou um número exagerado de pedido de transferência de Carteira Nacional de Habilitação (CNHs) para o Tocantins, seguido de solicitação de 2ª via do documento, de outros Estados. Antes, porém, integrantes da quadrilha registravam Boletim de Ocorrência (BO) por perda, o que dá origem a um novo documento, inclusive, pertencente a esta unidade federativa. “Esse volume levantou suspeitas da Banca Examinadora, pela possibilidade de estar havendo falsificação de CNH. Ao fazermos o cruzamento de informações com a gerência de Habilitação, encontramos vários casos de uso de documentação por pessoas que não eram os verdadeiros condutores”, relatou um dos investigadores, acrescentando que o RG de várias pessoas também era falsificado, tendo aqui no Tocantins a confecção da 2ª via que era utilizada irregularmente. Seis documentos foram falsificados pela quadrilha entre os dias 19 e 31 de janeiro. O órgão descobriu ainda, com as investigações, que Cabeça é reincidente nesse tipo de crime. O homem confessou que a quadrilha tem um núcleo que opera em Palmas e outro em Porto Nacional. Nas duas cidades, ano passado, já houve prisões dos integrantes. Na Capital, a Polícia Federal prendeu o grupo por falsificar documentos para ter acesso ao Seguro Desemprego. E em Porto Nacional, as prisões envolviam falsificação de CNHs para o acesso a financiamento de veículos, segundo o investigador. Assim como Cabeça, a maioria dos integrantes da quadrilha responde ao processo em liberdade, com uso de tornozeleira eletrônica.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.