No HRA

Veículos de profissionais da saúde são atacados pela 2ª vez em Araguaína; 'absurdo', diz servidor

Carenagens foram quebradas e capacetes furtados. Veículos estavam em frente ao HRA.

Por Márcia Costa 3.556
Comentários (0)

01/09/2020 09h14 - Atualizado há 6 meses
Os servidores estão revoltados

Veículos de servidores da saúde que atuam no Hospital Regional de Araguaína (HRA) foram alvos novamente de ação criminosa. Dessa vez, várias motocicletas ficaram com as carenagens quebradas. Capacetes e outros pertences dos trabalhadores foram furtados.

A Polícia Militar esteve no local e informou que o crime teria acontecido durante a madrugada desta terça-feira, 1º de setembro. Os servidores estavam no plantão e só perceberam que os veículos estavam danificados quando saíram do hospital.

Conforme o apurado, apenas seis pessoas registraram boletim de ocorrência, já que as demais vítimas estariam muito cansadas e não aguardaram a chegada da polícia para fazer o registro.

Os profissionais de saúde estão deixando os veículos estacionados na frente do hospital, pois o estacionamento do HRA está em obras há um mês. Não há nenhum tipo de segurança no local.

“É absurdo que isso aconteceu novamente. Na outra vez riscaram as motos e cortaram os bancos e agora furtaram capacetes e quebraram as carenagens. Infelizmente não vai acontecer nada, pois quando a polícia identifica, o criminoso faz um vídeo pedindo desculpa e fica por isso mesmo", disse um servidor. Ele preferiu não ser identificado.

A perícia técnica também esteve no local. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Primeira vez

Os veículos dos servidores do Hospital Regional de Araguaína já tinham sido danificados outra vez. O crime ocorreu entre os dias 14 e 15 de agosto, no período noturno. Na ocasião, várias motocicletas foram riscadas e tiveram os bancos cortados. Carros também foram atacados.

A polícia identificou o autor posteriormente e ele disse que cometeu o crime em decorrência do uso de drogas e de problemas psiquiátricos. O homem até gravou um vídeo pedindo perdão pela atitude.

O autor tem 33 anos e trabalha como flanelinha, vigiando carros no centro da cidade.

Capacetes também foram furtados
Moto com carenagem quebrada
PM no local do ocorrido

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.