Abordagem da PM

Vereador de Porto Nacional é preso durante confusão em abordagem da PM a moto de sobrinho

Motociclista teria fugido da abordagem por não ter CNH.

Por Redação 1.264
Comentários (0)

10/08/2023 10h25 - Atualizado há 9 meses
Vereador de Porto Nacional é preso por desacato a policial.

Um vereador de Porto Nacional (TO) foi preso por suposto desacato, desobediência e intervenção em uma abordagem policial. A confusão ocorreu na noite de quarta-feira (09/08), no Setor Vila Operária. O parlamentar é Wesley Gustavo Sousa Pinto, mais conhecido como Gustavo do Mini Box (PTB), de 45 anos.

Segundo a polícia, o parlamentar tentou impedir a remoção de uma motocicleta em que o condutor estava em situação irregular, trazendo transtornos ao serviço da Polícia Militar.

Vídeo gravado por populares mostra o vereador no chão sendo algemado por um policial militar e, em seguida, colocado dentro do bagageiro da viatura. Moradores disseram que o parlamentar foi agredido pelos militares.

Conforme a PM, durante patrulhamento em averiguação ao furto de uma motocicleta, uma equipe do 5º Batalhão se deparou com uma moto sendo ocupada por dois indivíduos. O condutor, ao se deparar com a viatura, teria empreendido fuga, realizando manobras que colocavam em risco a segurança de pedestres e demais condutores.

Desse modo, a equipe realizou o acompanhamento, e em seguida abordagem aos suspeitos. O condutor, um jovem de 20 anos, informou durante a abordagem que empreendeu fuga por ser inabilitado e por medo da moto ser recolhida.

Moradores relataram que os militares teriam efetuado disparos de arma de fogo durante a perseguição. A PM disse que os disparos foram com munição de elastômero (vulgo borracha), que é de menor potencial ofensivo.

Ainda segundo a PM, durante a abordagem, o tio do condutor, que é vereador, chegou ao local tentando impedir a ação policial e a remoção do veículo, tumultuando e trazendo transtornos ao serviço da PM.

A PM disse que o vereador iniciou uma série de xingamentos e ameaças aos policias militares, sendo então dada voz de prisão a ele por desacato e desobediência. Ele foi apresentado na delegacia de Polícia Civil, onde a autoridade policial ratificou o flagrante. Já o condutor da moto foi conduzido por dirigir sem habilitação gerando perigo de dano. A motocicleta foi recolhida ao pátio do DETRAN – TO.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.