Aragominas

Vídeo mostra policiais agredindo homem com vários chutes e socos; PMTO justifica uso da força

Ação teria sido para conter homem que estaria brigando com outro.

Por Conteúdo AF Notícias 1.517
Comentários (0)

19/06/2023 12h08 - Atualizado há 11 meses
Abordagem dos policiais em homem que estaria envolvido em uma briga.

Uma abordagem feita por policiais militares em Aragominas (TO), neste domingo (18/6), para prender um suspeito de envolvimento em uma briga, gerou polêmica nas redes sociais. Os PMs aparecem agredindo o homem com vários socos e pontapés, mesmo ele estando caído no chão.

As imagens foram gravadas por populares e motivaram questionamentos sobre a abordagem policial. O fato ocorreu logo após a cavalgada da cidade, que fazia parte das comemorações do aniversário de 31 anos do município.

VÍDEO DA AÇÃO

Em nota enviada ao AF Notícias, o Comando Geral da PMTO disse que “os policiais realizavam o policiamento preventivo e ostensivo, quando foram informados por terceiros que dois indivíduos estariam em vias de fato, em razão de um deles ter se insinuado para a esposa do outro".

Segundo a polícia, "um deles desrespeitou a ordem legal dos policiais, e em ato inconsequente e impensado, desferiu um soco no peito de um policial”.

Conforme o Comando da PMTO, para evitar o uso de arma letal, o policial preferiu imobilizar o homem com as mãos. “O cidadão ficou ainda mais exaltado e incontrolado, ameaçando a segurança dos presentes, inclusive crianças e idosos que estavam no local para se divertirem”, afirmou o Comando.

A Polícia Militar disse ainda que os militares foram agredidos com diversos chutes e pontapés, enfrentando demasiada resistência. Porém, as imagens mostram que os policiais também agrediram o suspeito com socos e chutes.

Após ser imobilizado, o homem foi levado para a delegacia e lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO). Em seguida, ele foi liberado.

Por fim, a PMTO justificou o uso da força, mas disse que vai apurar detalhadamente o caso. “A Polícia Militar esclarece que o uso da força seletiva e com quaisquer meios disponíveis se faz necessário em situações de contenção de indivíduo desordeiro e resistente à ordem legítima policial. Não obstante a isso, a corporação vai avaliar detalhadamente o caso e adotará todas as medidas que se fizerem necessárias para o aprimoramento do trabalho dos policiais”, destacou o Comando.

Confira a nota na íntegra:

NOTA À IMPRENSA

"A respeito de um vídeo que circula nas redes sociais, de uma abordagem policial ocorrida na cidade de Aragominas, no domingo, 18, a Polícia Militar do Tocantins esclarece que, durante as festividades alusivas ao 31º aniversário da  cidade de Aragominas, após a Cavalgada, por volta das 17h20, os policiais realizavam o policiamento preventivo e ostensivo, quando foram informadas por terceiros que dois indivíduos estariam em vias de fato, em razão de um deles ter se insinuado para a esposa do outro.

Nesse momento, os policiais aproximaram-se e iniciaram a contenção das partes, e separaram os envolvidos. Um deles, irresignado, desrespeitou a ordem legal dos policiais, e em ato inconsequente e impensado, desferiu um soco no peito de um policial. O policial evitou utilizar um armamento mais letal, preferindo imobilizar o indivíduo com as mãos. O cidadão ficou ainda mais exaltado e incontrolado, ameaçando a segurança dos presentes, inclusive crianças e idosos que estavam no local para se divertirem.

Com ajuda de outros policiais, que participaram da contenção e receberam diversos chutes e pontapés, enfrentando demasiada resistência, conseguiram retirar o cidadão do local dos fatos e contê-lo, garantindo a tranquilidade e segurança dos presentes.

Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência - TCO em desfavor do cidadão. Após o registro, ele foi liberado. O outro envolvido, aproveitando-se da situação, deixou o local, não sendo possível identificá-lo.

A Polícia Militar esclarece que o uso da força seletiva e com quaisquer meios disponíveis se faz necessário em situações de contenção de indivíduo desordeiro e resistente à ordem legítima policial. Não obstante a isso, a corporação vai avaliar detalhadamente o caso e adotará todas as medidas que se fizerem necessárias para o aprimoramento do trabalho dos policiais.

Por fim, a Polícia Militar reitera que a ordem policial deve ser cumprida irrestritamente, para segurança de todos e o restabelecimento da ordem.

POLÍCIA MILITAR DO TOCANTINS"

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.