Denúncia

'A comida está vindo estragada, azeda', denuncia servidor da Prefeitura de Palmas em vídeo

A empresa disse que uma nutricionista acompanha toda a produção.

Por Conteúdo AF Notícias 901
Comentários (0)

18/09/2020 15h40 - Atualizado há 1 mês
Os funcionários alegam que a situação é recorrente e empresa responsável pelo fornecimento rebate

Servidores públicos da Prefeitura de Palmas gravaram um vídeo para denunciar que a alimentação fornecida pelo município aos trabalhadores estaria vindo estragada. A equipe que fez a denúncia trabalha na Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos no setor de manutenção de parques e jardins.

Revoltado, um dos funcionários reclama do descaso com a alimentação. "A pessoa que não tiver dinheiro para comprar o próprio almoço acaba passando fome. A comida está vindo estragada, azeda", denunciou.

Em outro trecho da gravação, o funcionário se identifica, cobra providências da gestão e afirma que a mesma situação está se repentindo com outros trabalhadores em toda a cidade.

"Aqui está todo mundo com fome, quem tem algum dinheiro come, quem não tem passa fome. Qual é a providência que as autoridades vão tomar? Está todo mundo revoltado. Não está vindo só pra cá não. O pessoal da prefeitura está tudo comendo assim", desabafa.

Vídeo

O OUTRO LADO

O AF Notícias já solicitou esclarecimentos à Prefeitura de Palmas, mas ainda não obteve resposta.

Já a empresa Tia Rita Eventos, responsável pelo preparo e fornecimento da alimentação aos trabalhadores, informou que o processo de produção é monitorado por profissionais capacitados e segue os procedimentos exigidos pela Vigilância Sanitária, bem como o Manual de Boas Práticas.

Por outro lado, a empresa informou não ser responsável pelo transporte e armazenamento dos alimentos até que os mesmos sejam entregues aos trabalhadores e ressaltou que são coletadas amostras do alimento servido todos os dias.

Confira a íntegra da nota

"Em resposta ao vídeo publicado em redes sociais viemos através deste informar que a produção e distribuição são monitoradas por Nutricionista CRN6338 e profissionais capacitados, controlando o tempo x temperatura para assegurar a qualidade e segurança alimentar, também são coletadas amostras do alimento servido todos os dias, para que se houver necessidade e uma amostragem considerável de usuários que fiquem doentes com comprovação médica é realizada análise para comprovar se o alimento está contaminado.

Todos os procedimentos realizados conforme a Vigilância Sanitária exige e seguindo o Manual de Boas Práticas.

Os marmitex são entregues para os motoristas da prefeitura, os mesmos realizam as entrega nos locais destinados, assumindo a responsabilidade do transporte dos alimentos em condições devidamente higienizadas nos padrões higiênico sanitário necessários previsto pela vigilância sanitária, assim como o tempo de transporte e entrega dos marmitex.

Não é de responsabilidade da empresa monitorar quanto tempo leva para ser entregue o alimento, quanto tempo fica exposto até ser consumido e se o local de consumo é adequado.

Nós realizamos todo o controle interno e a comida é entregue aos motoristas em perfeito estado e segurança, porém não podemos nos responsabilizar pelo transporte, horário e condições que será consumida.

Os funcionários que vem buscar o marmitex enfatizam que não gostam de costela e carne moída, só gostam de Churrasco, Assado de panela, Frango frito e Feijoada, nós servimos estas preparações, porém não conseguimos servir todos os dias devido o alto custo da matéria prima para o preparo. Realizamos um cardápio dentro das condições financeiras e seguindo as normas do Edital.

São servidas mais de 3 mil refeições da mesma linha de produção e não tivemos nenhuma reclamação em nenhum restaurante na data apontada, os quais também estão com o serviço de marmitex devido a pandemia, então peço que verifiquem as condições que estão transportando o alimento e como o próprio vídeo mostra as marmitex expostas ao sol, no chão, na poeira.

O tempo que estão ficando exposto fora de temperatura, dentro dos veículos de transporte e muitas vezes exposto a luz solar não são de responsabilidade da empresa.

A empresa sentindo-se prejudicada com as acusações pode recorrer a justiça por calunia e difamação.

Sem mais nada para o momento.

Tia Rita Eventos"

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.